Entrevistada do “Cinejornal” deste sábado, dia 14, às 21h, no Canal Brasil, Claudia Abreu comenta com Simone Zuccolotto sua participação no longa “Berenice Procura”, um dos destaques do Festival do Rio. Dirigido por Allan Fiterman, o filme é uma adaptação do livro homônimo, de Luiz Alfredo Garcia-Roza, lançado em 2005.

Na história, a atriz é Berenice, taxista que se envolve na investigação da morte de uma transsexual. “Essa questão dos trans, é fundamental isso ser mais falado, ser mais comum. Vamos falar mais disso. É preciso! Essa naturalidade tem que ser cada vez mais aceita pela sociedade”, reflete Claudia, contando que aceitou na hora o convite do diretor, com quem já trabalhou na TV.

Ela também falou sobre a experiência de escrever o infantil “Valentins”, atração do canal Gloob, em parceria com Flávia Lins e Silva. “Nossa, um sonho esse projeto. Não é baseado em nada, a gente criou do zero. Sempre gostei desse universo infantil. Muito feliz! E tem chance de virar filme! Já pensou? Eu ia amar!”, empolga-se.

DEIXE UM COMENTÁRIO