banda-ira-1

Depois da volta triunfante aos palcos, eles estão de volta ao Rio para comemorar os trinta anos de um dos discos mais clássicos do rock Brasil. Dia 25 de junho, o CIRCO VOADOR traz IRA! tocando na íntegra o álbum “Vivendo e Não Aprendendo”, além de seus maiores hits. E na abertura, o bardo punk brega WANDER WILDNER.

Estávamos com esse show marcado quando nos tocamos que vários discos fundamentais do BRock foram lançados em 86: o ‘Dois’ da Legião Urbana, o ‘Cabeça Dinossauro’ do Titãs, o ‘Selvagem’ do Paralamas e o ‘Vivendo e Não Aprendendo’ do IRA!. Não tinha como não sugerir que eles tocassem esse disco aqui.

‘Vivendo e Não Aprendendo’ é um daqueles álbuns que fazem a diferença na sua vida. Não à toa foi o trabalho de estúdio deles que mais vendeu e com o maior numero de hits. Tá tudo lá: ‘Envelheço na Cidade’, ‘Flores em Você’, ‘Pobre Paulista’, ‘Dias de Luta’ e ‘Vitrine Viva’. Se teve um disco que afirmou o IRA! como uma das maiores bandas de sua época, foi esse. O mais legal é que nada do discurso dos músicos nesse disco ficou datado. Ao contrário de outros de sua geração, o IRA! se manteve coerente com a sua temática original, passando ao largo de modismos e discursos oportunistas para focar em algo pelo qual todos passamos, independente da época, o  crescimento. E a partir desse disco, o grupo e seu público cresceram.

Seguro de sua popularidade, o Ira! não parou de cometer clássicos – do universo revisitado do cinema novo com ‘Rubro Zorro’ e ‘Pegue essa Arma’ ao romantismo adulto de ‘Tarde Vazia’ e ‘Eu Quero Sempre Mais’ – até dar uma parada em 2007. Nesse meio tempo, Edgard Scandurra emprestou seu talento a artistas como Arnaldo Antunes e o vocalista Nasi enveredou pelo blues em seu trabalho solo e também estreou seu próprio programa de TV.

Mas a banda fez falta e os fãs não os deixaram em paz até que fosse anunciada uma volta. Em 2014, Nasi e Edgard Scandurra, acompanhados por Daniel Scandurra, no baixo, Johnny Boy, nos teclados, e Evaristo de Padua, na bateria, voltaram aos palcos com energia renovada. Resultado: ingressos esgotados e resenhas consagradoras por todo país, culminando com a crítica do jornal o Globo, que coloca o show do IRA! como um dos dez melhores daquele ano, ao lado de Arctic Monkeys e Arcade Fire.

E para abrir a noite, o Circo convidou uma das mais emblemáticas figuras do rock brasileiro, WANDER WILDNER E SEUS COMANCHEROS lançam o disco ‘Wanclub’, onde regravou sucessos como ‘Eu Não Consigo Ser Alegre o Tempo Inteiro’, ‘Eu Tenho Uma Camiseta Escrita Eu Te Amo’ e ‘Bebendo Vinho’, gravada pelo IRA!

Serviço:
Show IRA! – 30 anos
Abertura: Wander Wildner
Data: Sábado, dia 25 de junho
Abertura da casa: 22h
Capacidade: 2.000 pessoas
Classificação: 18 anos (de 14 a 17 somente acompanhado dos pais)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here