A peça tem o objetivo de quebrar barreiras sociais e culturais e evidencia sobre até onde são reproduzidos, sem reflexão, discursos que abalam a mágica de cada um ser diferente do outro.

marrom 2

O espetáculo “Marrom – Nem preto, nem branco?” relata a história de Linda, uma menina de oito anos que não entende o conceito de raça, só de cor, e acaba se definindo como marrom. Ela busca entender a sua real identidade, já que não tem a cor do pai, nem da mãe, e o porquê da sociedade tratá-la diferente. O projeto, idealizado por Piéterson Duderstadt (branco) e Vilma Melo (negra), com texto de Renata Mizrahi (judia), é inspirado em Lorena de Melo Schaefer (brasileira).

Linda, tal qual na realidade, é filha de pai branco alemão e mãe negra brasileira. A jovem, então, é a fusão desse encontro entre duas pessoas com referências culturais e familiares distintos. Como não era branca como o pai, nem negra como a mãe, ela se definiu como marrom.

Seu sentimento de deslocamento se aflora e ela entra em crise após um trabalho sugerido na aula de alemão sobre contos de fada e sua amiguinha (branca, loira e com olhos azuis) considerar que a princesa tinha que ser ela e não Linda, estereotipada pela menina.

Após vivenciar episódios desconcertantes, Linda foge dos seus conflitos, em busca de um mundo onde todos sejam iguais a ela. Como toda fuga, muitas aventuras a aguardam.

Com uma narrativa divertida, ela enfrenta tudo com muito humor, personalidade e música, para fazer pessoas de todas as idades refletirem sobre a pluralidade cultural que existe ao nosso redor.

A peça chega para quebrar barreiras sociais e culturais e evidencia sobre até onde são reproduzidos, sem reflexão, discursos que abalam a mágica de cada um ser diferente do outro. O mote central da peça é trazer o conceito dos considerados “desencaixados” na sociedade de um modo geral (negro, mulher, homossexuais, entre outros) e não o preconceito em si.

“Marrom – Nem preto, nem branco?” é resultado do encontro dos integrantes da Cia da Cidade – Piéterson Duderstadt, Naiara Cavalheiro, Maycon Marcondes e Pedro Almeida – com a atriz e produtora Vilma Melo. A peça é o primeiro trabalho que a Cia estreia no Rio de Janeiro.

Serviço:
Teatro “Marrom – Nem preto, nem branco?”
Local: Arena do Teatro Sesc Copacabana (Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana)
Funcionamento da bilheteria: Terça a domingo, 15h às 21h
Temporada: 16 de Julho à 14 de agosto
Data e horários: Sábados, às 16h e Domingos, às 11h
Classificação: Livre
Recomendado para crianças a partir de 6 anos de idade
Lotação: 250 lugares
Duração: 60 min.
Ingressos: R$20,00 (inteira), R$10,00 (meia), R$5,00 (associados do Sesc)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here