Programação com 20 filmes contará com a presença de Diego Luís Buñuel, neto de Luis Buñuel, apresentando masterclass sobre a obra do mestre do surrealismo.

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 23 de agosto a 4 de setembro (terça-feira a domingo), a mostra Luis Buñuel – Vida e obra.

Cineasta, artista, ator, roteirista e produtor, o espanhol naturalizado mexicano Luis Buñuel e seu modo fazer cinema, focado no subconsciente e na irracionalidade humana, foi um dos percursores do movimento artístico universalmente conhecido como Surrealismo. O Cão Andaluz (1929), obra-prima da escola surrealista, contou com a parceria do mais importante pintor do movimento, Salvador Dalí.

Críticas à sociedade burguesa e católica de sua época fazem parte da trajetória cinematográfica do cineasta. Com mais de 30 filmes ao longo da carreira de 50 anos, é aclamado pela crítica e inspiração para grandes cineastas, como o conterrâneo Pedro Almodóvar e o estadunidense David Lynch. Ainda que cercado por uma aura de escândalos, ele é um dos maiores expoentes do cinema europeu do século XX.

“Desde seu primeiro filme, em parceria com o pintor surrealista Salvador Dalí, o cineasta espanhol Luis Buñuel buscou abrir os olhos do público, ainda que usasse uma navalha para isso. Seu cinema sempre provocou no público uma inquietação, que o levava a questionar a ordem burguesa, a religião, o sexo, a política, temas constantes de seus filmes”, comenta Sylvia Palma, curadora da mostra.

Para mostrar todas as potencialidades da obra de Buñuel serão exibidos 20 filmes, entre eles alguns há muitos anos não são exibidos no Brasil. “Além da oportunidade de assistir na tela do cinema aos clássicos O Anjo Exterminador (1962) e Esse Obscuro Objeto de Desejo (1977), a mostra reserva a oportunidade do espectador conhecer raridades da carreira do cineasta, como Ensaio de um Crime (1955) e A Filha do Engano (1951)”, comenta Leonardo Luiz Ferreira, editor do catálogo e crítico de cinema.

Na sessão de abertura que contará com a presença de Diego Luis Buñuel, cineasta e neto de Buñuel, será exibido o clássico O Discreto Charme da Burguesia (1972), vencedor do Oscar e Globo de Ouro, ambos na categoria de Melhor Filme Estrangeiro. A edição do catálogo é composta por textos inéditos de especialistas, entre eles o professor Hernani Heffner e a escritora Sílvia Aguetoni, autora de dois livros sobre Luis Buñuel.

Confira a programação:

Semana 1
23 de agosto – terça-feira
18h30 – Sessão de abertura: O DISCRETO CHARME DA BURGUESIA (1972), França, 14 anos, 102 minutos.

24 de agosto – quarta-feira
17h – Um cão andaluz (1929), co-dirigido por Salvador Dalí, França, 14 anos, 17 minutos + A idade do ouro (1930), co-dirigido por Salvador Dalí, França, 16 anos, 60 minutos
18h30 – Masterclass com Diego Buñuel

25 de agosto – quinta-feira
16h – Terra sem pão (1933), Espanha, 14 anos, 30min
17h – El gran calavera (1949), México, 14 anos, 90min
19h – Os esquecidos (1950), México, 14 anos, 85min

26 de agosto – sexta-feira
15h – A filha do engano (1951), México, 14 anos, 77min
17h – Subida ao céu (1952), França, 14 anos, 85min
19h – A ilusão viaja de trem (1954), México, 14 anos, 90min

27 de agosto – sábado
15h – O diário de uma camareira (1964), França, 14 anos, 101min
17h – A bela da tarde (1967), França, 14 anos, 101min
19h – Viridiana (1961), França, 16 anos, 90min

28 de agosto – domingo
15h – Escravos do rancor (1954), México, 14 anos, 91 min
17h – Ensaio de um crime (1955), México, 14 anos, 89min
19h – Nazarin (1959), México, 12 anos, 94min

Semana 2
30 de agosto – terça-feira
17h – Via Láctea ou O estranho caminho de São Tiago (1969), França/Itália, 14 anos, 98min
19h – O Anjo Exterminador (1962), México, 12 anos, 95min

31 de agosto – quarta-feira
17h – O Discreto Charme da Burguesia (1972), França, 16 anos, 102min
19h – Tristana, uma paixão mórbida (1970), França, 14 anos, 95min

01 de setembro – quinta-feira
16h – O fantasma da liberdade (1974), França, 18 anos, 104min
18h – Sessão comentada do filme Esse Obscuro Objeto do Desejo (1977), França, 14 anos, 102min

02 de setembro – sexta-feira
15h – Tristana, uma paixão mórbida (1970), França, 14 anos, 95min
17h – Viridiana (1961), França, 16 anos, 90min
19h – A bela da tarde (1967), França, 14 anos, 101min

03 de setembro – sábado
15h – O fantasma da liberdade (1974), França, 18 anos, 104min
17h – O Anjo Exterminador (1962), México, 12 anos, 95min
19h – O Discreto Charme da Burguesia (1972), França, 16 anos, 102min

04 de setembro – domingo
15h – Os esquecidos (1950), México, 14 anos, 85min
17h – Via Láctea ou O estranho caminho de São Tiago (1969), França/Itália, 14 anos, 98min
19h – Esse Obscuro Objeto do Desejo (1977), França, 14 anos, 102min

Debate e Masterclass

A mostra Luis Buñuel – Vida Obra promove, no dia 24 de agosto (quarta-feira), às 18h30, uma masterclass com o cineasta Diego Luis Buñuel, neto de Luis Buñuel. No dia 01 de Setembro (quinta-feira), às 18h terá sessão comentada do filme Esse obscuro objeto do desejo (102min) com a curadora da mostra Sylvia Palma e o crítico de cinema Leonardo Luiz Ferreira. As inscrições para a masterclass devem ser feitas com antecedência pelo e-mail masterclass@mostraluisbunuel.com.br.

Outras informações sobre a mostra podem ser acessadas nos endereços www.mostraluisbunuel.com.br e https://www.facebook.com/mostraluisbunuel.

Serviço:
Mostra O Cinema de Luis Buñuel – Vida e Obra
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1 ( Av. Almirante Barroso, 25, Centro – Metrô: Estação Carioca)
Data: 19 a 31 de julho de 2016 (terça-feira a domingo)
Horários: Consultar programação
Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.
Lotação: 78 lugares (mais 3 para cadeirantes)
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h
Classificação Indicativa: Consultar programação
Acesso para pessoas com deficiência

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here