dominacaoCaro amigo leitor, ainda estou pensando em como qualificar esse filme, mas espero ajudar você, que trabalha duro a não gastar seu suado dinheiro com essa porcaria.

Dominação é mais um filme totalmente genérico onde sua única função é fazer o espectador de trouxa e ganhar alguns trocados a nossas custas. Vou tentar explicar a historia e veja se não parece a de uma serie bem famosa. Seth Ember (Aaron Eckhart) é um padre exorcista, que digamos, inventou um novo método de expulsar o capiroto do corpo dos pobres mortais. Seu “engenhoso’’ sistema consiste em entrar no subconsciente da vítima possuída e convencê-la de que na verdade ela esta em transe, tendo sua realidade controlada pela entidade, e quer saber, quem se importa. Um belo dia um garoto de 11 anos é possuído e eis que surge sua grande chance de ajudar. Duvido quem não matou a serie em cinco segundos, e olha que não vejo hein.

Lotado de clichês básicos, onde contei mais de 10 situações onde ele é empregado, e o que mais me espantou, o filme é arrastado demais, e olha que ele tem absurdos uma hora e vinte cinco minutos. Sério, para um filme com essa duração ser entediante, você já deve saber o que esperar, não é mesmo?

Agora vamos falar rapidamente da atuação de Aaron Eckhart que pra mim já esta no hall dos atores que “foram, sem nunca ter sido” totalmente fora de tom, tentando passar uma verossimilhança que não convence nem à ele.

Se desgraça pouca é bobagem, coloca na salada, uma penca de personagens e cenas soltas, que estão apenas para os “jump scares’’ gratuitos. Ate porque a historia não faz o menor sentido e ao longo da projeção, os personagens vão ficando pra trás sem nenhuma explicação, nem para dar um fim ou amarrar a historia, o digníssimo diretor Brad Peyton se preocupou ( deve estar atarefado na produção de Terremoto 2 ).

Enfim, não posso deixar de pedir para busque filmes melhores, ate porque a única dominação aqui, é te fazer ter vontade de ir embora enquanto ele passa.

Foto: Copyright Blumhouse Productions

1 Comentário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here