No dia 14 de maio, domingo, a Orquestra Sinfônica Cesgranrio (OSC) e o maestro Eder Paolozzi apresentam na Sala Cecília Meireles (série Orquestras Jovens), pela primeira vez no Rio, a composição Brasília – vencedora do celebrado concurso de composição Camargo Guarnieri (2005). A obra, uma abertura sinfônica, é do compositor Mario Ferraro, doutor em Música pela City University (Londres).

O repertório também inclui a Sinfonia nº 7 (1812) de Beethoven (1770-1827), considerada por muitos críticos a melhor obra do compositor alemão por suas características de vanguarda como liberdade criativa e inovação harmônica. A estreia ocorreu em Viena (1813), em um concerto em benefício dos soldados da Batalha das Nações, e por este motivo é associada à alegria e celebração da vitória. Era uma das obras preferidas do maestro e compositor Richard Wagner, que a chamava de uma verdadeira “apoteose da dança”, pelas inúmeras referências rítmicas.

A terceira obra selecionada pelo maestro Eder Paolozzi é o Concerto para Violino em ré menor (1903-1904), de Sibelius (1865-1957), o mais renomado compositor finlandês. Sua obra foi tão relevante que ele recebeu uma pensão vitalícia do governo para dedicar-se apenas à música. Passou a viver em Järvenpää, calma região florestal no norte de Helsinque, onde compôs o Concerto para violino em ré menor. A obra exige tanto apuro técnico que foi revisada em 1905, versão que teve sua estreia em Berlim sob regência do grande maestro alemão Richard Strauss. Para o concerto de domingo, a OSC selecionou o violinista Ângelo Martins, atualmente spalla da OSC. Angêlo que já foi vencedor do concurso jovens solistas, da Orquestra Experimental de Repertório de São Paulo, foi escolhido por meio de concurso interno da orquestra, que todo ano seleciona jovens solistas entre seus músicos.

“Na Sinfônica Cesgranrio temos como objetivo valorizar tanto os jovens músicos brasileiros, dando oportunidades para que mostrem e desenvolvam seus talentos, quanto os compositores brasileiros contemporâneos, realizando exibições e encomendas de suas obras. A premiada obra do Mário Ferraro, tem agora sua estreia carioca, levando ao nosso público o que de melhor é produzido aqui. A abertura “Brasília” tem em seus contrastes dinâmicos, escritos de forma meticulosa, e em sua energia rítmica vibrante alguns de seus pontos fortes. Nesses aspectos, encontra uma bela ressonância na 7ª Sinfonia de Beethoven,” comenta o maestro Eder Paolozzi.

Serviço:
Orquestra Sinfônica Cesgranrio, sob regência do maestro Eder Paolozzi
Local: Sala Cecília Meireles (Rua da Lapa, 47 – Lapa)
Data: 14 de Maio (domingo)
Horário: 11h
Ingresso: R$ 20,00

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here