Já imaginou o peso do golpe de um lutador profissional? Qual a velocidade de um chute de um atleta de MMA? E o que faz do lutador de MMA um atleta único? Essas e outras curiosidades serão respondidas por Kyra Gracie e pelo renomado preparador físico Bruno Mazziotti na segunda temporada de “Laboratório da Luta”, que estreia dia 4/12, às 20h, no Combate na faixa “Sessão Combate”. Produzida em parceria com a Mixer Films e UFC, a atração tem cinco episódios que vão ao ar semanalmente, sempre às segundas.

Com o auxílio de cientistas e equipamentos de alta tecnologia, Kyra Gracie e Bruno Mazziotti vão receber, a cada episódio, estrelas do UFC para levá-los ao limite em testes de força, velocidade e condicionamento físico. A dupla também vai contar com a presença de atletas de outros esportes, como piloto de corrida, crossfitter profissional, jogadora de handebol, triatleta e jogador da seleção brasileira de Rugby, que serão comparados aos lutadores nos testes físicos e nas análises.

Os protagonistas da vez serão os brasileiros Cris Cyborg, um dos maiores nomes da história do MMA feminino e campeã do peso pena, Fabrício Werdum, ex-campeão dos pesados entre 2014 e 2016 e Jessica Andrade, destaque entre as peso palha. Acompanhados dos americanos Stephen Thompson, primeiro do ranking dos meio-médios e Chris Weidman, ex-campeão dos médios entre e primeiro lutador a derrotar a lenda Anderson Silva no UFC.

Fabrício Werdum é o convidado do primeiro episódio. Conhecido como um dos melhores praticantes do Jiu-Jitsu na história do MMA, ele foi comparado a um piloto profissional e se submeteu a testes em um simulador de corrida e em um jogo de realidade virtual. A agilidade e técnica do atleta ainda foram desafiadas em um teste vendado de Jiu-Jitsu, dentro de um octógono.

Já no segundo episódio, Stephen Thompson vai provar seu talento. Número um do ranking dos meio-médios, ele vai mostrar força e velocidade de suas várias técnicas de chute, replicando até uma situação de desequilíbrio, como se estivesse tonto após um knockdown. A prova final, no octógono, levou Wonderboy a explorar toda a reatividade comum aos caratecas e a buscar sua capacidade de memória em um desafio de golpes associados a cores e luzes. Nos episódios seguintes, Chris Weidman, Cris Cyborg e Jéssica Andrade encaram os desafios.

Na nova temporada, o laboratório é em 360o e assume uma estética mais futurística, que terá como destaque um moderno octógono no centro. É dentro dele que acaba cada episódio, com o desafio final, onde os lutadores serão testados em uma simulação extrema de luta com desafios variados. Além das complexas análises biomecânicas e metabólicas, as provas também terão análises neurocientíficas, que pretendem avaliar a atividade cerebral, foco mental e visual, controle de stress e tempo de reação de cada convidado. Tudo isso acompanhado de linguagem visual, estatística e gráficos animados.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here