Com carinho, dedicação e motivação, as pessoas podem chegar a qualquer lugar e até descobrir talentos que desconheciam, como o dom da arte. Foi assim que crianças e adolescentes que vivem na comunidade da Pedreira, zona sul de São Paulo (SP), transformaram-se em jovens pintores e agora terão seus quadros expostos em Lugano, na Suíça, durante o primeiro semestre de 2018.

A iniciativa parte da Casa dos Curumins, organização não-governamental que atualmente atende cerca de 450 crianças e adolescentes, entre 04 meses e 17 anos, por meio de diversos projetos sociais que visam proporcionar o acesso a diferentes tipos de conhecimento, complementares às atividades escolares, como arte, comunicação audiovisual, cultura, esportes e música.

Uma dessas ações foram as aulas de pintura, realizadas durante o segundo semestre de 2017. Esse projeto despertou uma grande paixão nos jovens. “Eles ficaram tão empolgados que se disponibilizaram a pintar durante os finais de semana, inclusive aos domingos (pois durante a semana já realizam outras atividades na Casa), em feriados e até em período de férias escolares”, acrescenta.

As obras feitas revelaram potenciais talentos e chamaram a atenção de artistas renomados, como o suíço-italiano Daniele Finzi Pasca, criador e diretor do espetáculo Corteo, do Cirque du Soleil. Em seu currículo também há outros espetáculos aclamados, como o Donka e o La Verità, exibidos no Brasil em 2012 e 2013, respectivamente. Também é de sua autoria a concepção e execução do encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, sediados em Sochi, na Rússia; e a abertura das Paralimpíadas de Inverno nos mesmos ano e local.

Finzi Pasca é um dos artistas que assinam o catálogo oficial da exposição. De acordo com suas próprias palavras, “nosso ponto de vista sobre a vida é uma forma de crescer, de criar consciência e de dar asas à imaginação. As crianças devem poder brincar com cores, serem admiradas e aplaudidas por isso. Dessa forma, aprendemos que somos únicos e que nosso valor está fechado em nossos corações. Ensinar a se expressar é o mais poderoso instrumento que podemos dar a uma criança para que ela possa descobrir o valor da liberdade. Um abraço para aqueles que ajudam a construir asas para voar”.

 A mostra, que contará com 110 obras, será realizada, inicialmente, em duas tradicionais casas de repouso em Lugano, onde há grande movimento todos os dias. Logo depois, os quadros serão expostos em um encontro de apoiadores da Casa dos Curumins, que também será promovido na cidade suíça, com o objetivo de apresentar aos parceiros da instituição o resultado dos trabalhos desenvolvidos pela ONG no Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here