Presente em mais de 18 países, o Tarani é um vinho Malbec produzido pela Vinícola francesa Vinovalie e distribuído no Brasil, com exclusividade pela Wine to You. Diferente dos Malbec presentes no Brasil, que normalmente são de origem argentina, o Tarani é a versão original da cepa Malbec, francesa. Atualmente, a distribuidora trabalha com dois rótulos da marca: o Tarani Reserve Cahors Malbec 2012 e o Tarani IGP Comté Tolosan Malbec 2016.

O primeiro rótulo, o reserve de 2012, é um vinho frutado, de cor vermelha escura com tons roxos. No nariz é complexo, com aromas intensos de frutas vermelhas maduras, nuances orientais de amêndoas tostadas, madeira discreta, especiarias e notas leves de baunilha. No paladar é concentrado e com notas de pimenta do reino, com final persistente. Um vinho apto ao envelhecimento podendo ser guardado de 8 a 10 anos. O Tarani Réserve é o vinho ideal para ser degustado em momentos especiais ou num encontro a dois. Perfeito com carnes vermelhas grelhadas ou com molho é presença obrigatória em churrascos.

Já Tarani 100% Malbec IGP Comté Toulousan 2016, é um vinho de cor escura, com tons de roxo. No nariz, frutas pretas, mirtilo e amora preta com um toque leve de baunilha. Na boca é carnudo, com taninos suaves e um final doce. Sedutor e frutado. Este vinho é melhor apreciado na sua juventude e pode ser guardado 5 anos. É parceiro ideal de queijos tipo gouda, emmenthal, carnes brancas e vermelhas. Com massas e pizzas fará grande sucesso. É o que os franceses chamam de “vin de copains” (vinho de amigos), aquele é escolhido para compartilhar um papo entre colegas.

A origem do Malbec é francesa. Lá, conforme a região, pode ser chamado de Cot no Languedoc, ou Auxerrois em Cahors, e Malbec em Bordeaux. No entanto, a cada dia mais se adota o nome de Malbec, por causa da fama adquirida no novo mundo. Comparando com as argentinas, as Malbecs francesas são uvas menores. Os aromas típicos da Malbec francesa são amora, ameixas (abrunho), especiarias e, quando mais velho, trufas negras.

Os Taranis são vinhos bastante frutados, nos quais o terroir fala mais alto. São vinhos adaptados ao clima brasileiro. Sua cor é de um vermelho profundo e escuro, daí ser também chamado de vinho negro. Sua maior acidez lhe confere elegância, tornando-os menos pesados e cansativos, quando comparado aos Argentinos e Chilenos. Esse maior frescor, é algo muito positivo, pois permite que os vinhos sejam mais adaptados ao clima brasileiro e lhe conferem, além de maior longevidade, um perfeito equilíbrio. Atualmente, o Tarani está presente nos 5 continentes, com destaque para: Alemanha, Austrália, Bélgica, China, Dinamarca, Estados Unidos, Japão, Índia, Israel, Hong Kong, México, Maldivas, Nova Caledônia, Holanda, Reino Unido, Suíça e Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here