Um jovem rebelde, que já teve algumas passagens pela polícia, trabalha como funcionário de limpezas numa universidade de Boston e revela-se um gênio em matemática, quando o professor Lambeau (Stellan Skarsgård) desafia os alunos a resolverem um teorema, que Will (Matt Damon) consegue resolver.  Por determinação legal, ele precisa fazer terapia e ter aulas de matemática com Lambeau, mas nada funciona, pois ele se mostra mais inteligente que todos os analistas, até que se identifica com um deles, Sean (Robin Williams).

O que torna Gênio Indomável um dos filmes mais queridos pelo público é seu roteiro, de autoria de Matt Damon e Bem Affleck. Sim, Will é um gênio, isso é inegável, mas ele sofreu traumas que eclipsaram seu talento. Ele sente tanta culpa, que usa de esperteza e arrogância para aparentar força. Ele mesmo não acha que ser um gênio é algo incrível. Por outro ponto, existe o personagem de Robin Williams, o terapeuta, que é empático, engraçado, e tão sagaz quanto Will.

Todos dizem que Will poderia ter a vida que ele quisesse com sua genialidade, mas ele mesmo não enxerga isso, novamente pela culpa, ele não se acha merecedor. Na verdade, ele não se permite nada. Nem se ligar a alguém intimamente, mesmo que seja uma amigo. Ele tem medo de viver.

Os personagens são cativantes, alias, vão muito além disso, são inspirações merecedoras de grandes atores, estes por sinal em lindíssimas. O contraponto dos personagens traz uma história bem construída. De um lado Robin Williams um poço de paciência e ternura, do outro Matt Damon com juventude em brasa e fúria. Gênio Indomável é uma obra primorosa sobre questionamentos, sobre como encaramos a vida, sobre nos subestimarmos.

O custo total do longa foi 10 milhões de dólares, rendendo mais de 20 vezes o valor de produção. O roteiro ganhou por excelência o Oscar de Melhor Roteiro Original. Este filme é adorado por total merecimento, já que explora como o medo e a culpa impedem que cheguemos ao nosso máximo. Porque a vida assusta, só que deve ser vivida, nunca temida.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here