O primeiro estudo proprietário de comportamento sobre o fascinante e ainda pouco investigado mundo dos gamers no Brasil será o grande destaque do Warm up RioMarket 2018, evento que acontece dia 3 de novembro, a partir das 9h30, na Casa Firjan. O painel “O Mundo Invisível dos Gamers” começará às 14h30 e partirá de diversos dados coletados de uma pesquisa executada pela Talk Digital para debater as tendências de comportamento desse público. A apresentação será de Cibele Rodrigues.

Esta é a primeira vez que a área de negócios e capacitação do Festival do Rio promoverá um dia de “aquecimento”. A programação terá ainda um workshop de Assistência de Direção, a partir das 9h30, com o diretor taiwanês, radicado no Brasil, Hsu Chien, responsável pela direção de Ninguém Entra, Ninguém Sai (2018) e assistente de sucessos de bilheteria como Minha Mãe É Uma Peça – O Filme, De Pernas pro Ar, Zoando na TV, Sexo com Amor, etc.

Elaborada pela Talk Digital, a pesquisa foi feita em 2017 com quase 1.600 gamers de todo o país, de diferentes classes sociais (A, B e C), e constatou resultados surpreendentes.

Confira alguns dos principais resultados da pesquisa:
No total, 91,5% dos brasileiros entrevistados declara jogar algum tipo de jogo digital e 75% joga no celular. Ou seja, pela leitura da pesquisa, nove de cada dez brasileiros das classes A, B e C jogam algum tipo de jogo digital;

11% do total das pessoas que jogam jogos digitais são gamers – O que os diferencia são hábitos e comportamentos mais intensos com relação aos jogos. Os gamers são os que jogam mais de 10 horas por semana ou jogam todos os dias ou quase todos os dias;

A maior concentração de gamers está na faixa 21 a 30 anos (46%), depois entre 31 a 40 anos (32%);

Os games fazem parte da vida dos jovens desde muito cedo. Quem tem até 25 anos passou a maior parte da sua vida adolescente e adulta jogando. Começaram ainda crianças e acompanharam toda a evolução tecnológica dos jogos.
27% dos gamers sentem-se julgados por jogar demais, principalmente pelos pais.

35% dos gamers afirma que já presenciou preconceito dentro do jogo, especialmente com jogadoras mulheres;

32% gamers acessam todos os dias conteúdos sobre jogos: vídeos, blogs, fóruns, redes sociais, etc.

A maioria dos gamers (62%) e quase metade dos demais jogadores (52%) gastam algum valor, mensalmente, com jogos. A maioria, até R$50.

Segundo a Talk Digital, a pesquisa foi elaborada para explicar melhor algumas concepções distorcidas sobre quem joga. Além disso, pelo fato do mercado dos games ser um dos mais lucrativos do mundo, ultrapassando o próprio mercado cinematográfico. Em 2016, o faturamento da indústria de cinema ficou em torno de US$ 34bi, enquanto a dos games ficou em mais de US$ 90bi. Nesse cenário, o Brasil é o 11º no ranking mundial em arrecadação.

A indústria brasileira de games cresceu entre 9 e 15% nos últimos cinco anos e o número de empresas desenvolvedoras aumenta vertiginosamente. O Brasil, por exemplo, movimentou US$ 1.6 bi em 2016 de um total de US$ 99,6 bi no mundo. (FONTE: Abragames).

PROGRAMAÇÃO WARM UP RIO MARKET 2018
9H30 – Workshop de Assistência de Direção com Hsu Chien
14h30 – Apresentação do estudo “O Mundo Invisível dos Gamers”, com Cibele Rodrigues, da Talk Digital.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here