Gilberto Gawronski estreia a peça inédita no Rio, “A ira de Narciso”, sob direção de Yara de Novaes, e Renato Krueger é ator-assistente. Ator foi indicado ao Shell 2018 de Melhor Ator pela temporada paulistana.

O autor Sergio Blanco, uruguaio de 47 anos, radicado em Paris há 20, confessou que Gawronski interpreta melhor sua auto-ficção do que ele próprio. E que viu na montagem brasileira “minhas palavras virarem carne”.

A Ira de Narciso é uma auto-ficção em primeira pessoa, que conta a passagem do autor por Ljubljana, capital da Eslovênia, onde vai dar uma palestra sobre o famoso mito de Narciso.

O drama se passa em um quarto de hotel, onde o autor está hospedado, durante os últimos preparativos para a conferência, enquanto descreve os vários encontros com um jovem esloveno que acabara de conhecer. A partir da descoberta de uma mancha de sangue no carpete, o relato da viagem profissional e dos encontros amorosos dá lugar a uma intriga policial.

Alternando sutilmente narração, palestra e confissão, “A Ira de Narciso” é uma jornada arriscada que conduz o espectador em um labirinto do eu, da linguagem e do tempo.

SERVIÇO
“A Ira de Narciso”
Teatro Poeirinha (Rua São João Batista 104 Botafogo)
Estreia 9 de janeiro à 20 de fevereiro
Terça e quarta, 21h
Duração 100 minutos
Classificação 18 anos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here