Por Gabriel Alviano:

Benjamin é um jovem recém-formado no ensino médio que acaba de entrar na faculdade de medicina. Lá, ele conhece Antoine, um jovem que está repetindo pela terceira vez seu primeiro ano. Juntos, eles iniciam uma amizade fundada nos estudos e com foco na aprovação nos exames.

Apesar da França ter um tipo de ensino diferente do brasileiro, é impossível não se identificar com a pressão psicológica de passar na faculdade. No filme, a sala de aula do primeiro ano de medicina é muito semelhante com a de um cursinho preparatório no Brasil.

No primeiro ano, os estudantes fazem uma intensa revisão de tudo aquilo que aprenderam no ensino médio, para só depois entrar no curso de medicina. Ao longo da narrativa, vemos Benjamin e Antoine darem o melhor de si para virarem futuros médicos, e conforma o decorrer do filme suas diferenças se intensificam cada vez mais. O filme trabalha a todo momento com esse primeiro ano de faculdade e com os estereótipos de alunos nesse ambiente, enfatizando essa nova fase que pode ser estressante para alguns, como pode ser uma época de descobertas sobre si.

Benjamin não se dedica tanto aos estudos e nem se interessa pela área da medicina quanto Antoine, mas como possui um pai e um irmão médicos, ele se pressiona a seguir a carreira da família. Antoine por outro lado, possui uma paixão pela profissão que é demonstrada desde o início do filme, quando desiste de uma vaga em odontologia logo após perder uma em medicina.

Benjamin tem uma certa facilidade com os estudos, diferente do repetente Antoine. Essa visão intimista e oposta dos personagens evidencia a crítica com que o filme trabalha. Afinal, quem realmente merece a vaga, o apaixonado pela profissão ou o que decora a respostas a ponto de ser aprovado?

Apesar da crítica social estampada, o filme aborda com leveza e humor o assunto, Benjamin e Antoine encontram em sua amizade uma válvula de escape de suas famílias. Apesar de serem diferentes, se apresentam de forma antagônica aos protagonistas. Primeiro Ano é um bom filme e, para aqueles que estão saindo do ensino médio e entrando em faculdades e cursinhos podem facilmente de identificar com os ocorridos na narrativa.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here