A exposição “Boneca de Pano é Gente” – uma das atrações da 19ª edição da Feira Patchwork Design, que acontece de 20 a 23 de março no Clube Monte Líbano, na Lagoa – vai reunir 20 bonecas com técnicas e características diversas produzidas por artistas de vários estados brasileiros. A mostra, uma homenagem a boneca Emília de Monteiro Lobato, promoverá uma ação social. Os visitantes serão convidados a participarem de oficinas gratuitas para confecção de pulseiras com carinhas de bonecas. As pulseiras serão acompanhadas de uma mensagem positiva e doadas para pacientes infantis internados em hospitais oncológicos. A ação acontecerá dentro da feira.

Com curadoria de Perla Rafaelly e Nete Oliveira, “Boneca de Pano é Gente” fez enorme sucesso ano passado no Rio, São Paulo e em Curitiba. Por conta disso, os organizadores receberam um convite para levar a exposição em setembro desse ano para o Le Conner Museum, nos Estados Unidos.

“Numa época em que a velocidade transforma o mundo a cada dia, a boneca de pano, um pequeno objeto que povoa o inconsciente coletivo de homens e mulheres em todo mundo, virou literalmente uma peça de museu. O convite para expor no Le Conner Museum é um grande incentivo para as artistas que se dedicam a essa arte e passam a ocupar um lugar de destaque”, afirma Zeca Medeiros, produtor da exposição.

Um dos destaques da exposição é a obra da artista plástica Rosângella Menezes, de Belo Horizonte, que faz uma releitura de obras de pintores famosos através da boneca de pano. Na exposição ela apresentará uma boneca que é a releitura da obra “Jeanne Hébuterne sentada com braço no espaldar da cadeira” do pintor italiano Amedeo Modiglian. Modiglian tornou-se célebre, sobretudo, por seus retratos femininos caracterizados por rostos e pescoços alongados. A artesã consegue retratar com perfeição a obra em sua boneca.

Nete Oliveira explica que o mercado de bonecas de pano hoje é amplo e está em crescimento direcionado para o público adulto e infantil. “Algumas pessoas fazem por hobby, terapia, para presentear ou para vender e fazer renda”, afirma.

Segundo a curadora, no mundo do artesanato do pano onde o tecido é a matéria prima principal, as bonecas já tomaram um espaço significativo entre 35 a 40% e vem crescendo cada vez mais. “As feiras de artesanato e as redes sociais são grandes colaboradoras para esse crescimento. Existem expositores ou artesãos que sustentam suas famílias com as vendas de bonecas, material e moldes para confecção das mesmas e workshops para ensinar a confeccionar as bonecas”, finaliza.

A ação social, organizada pela artesã Cris Lind, visa criar uma corrente de positividade. Serão pequenas carinhas sem cabelo que serão presas a pulseiras que se moldam aos pulsos. “O fato das bonecas não terem cabelo, trará uma identificação para as crianças em tratamento quimioterápico e serão enfeitadas com lacinhos, fitas, gorros, flores e muito amor”, explica Cris.

Ano passado a ação social “Boneca de Pano é Gente” trabalhou com a ideia de anjinhos. Nas oficinas gratuitas foram confeccionados cerca de dois mil bonecos com mensagens que foram distribuídos em hospitais de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Esse ano, com os “carequinhas do bem” a ação social “Boneca de Pano é Gente” pretende motivar um número maior de pessoas. Artesãs de outros países como Dinamarca, EUA (Connecticut e Tennessee), Alemanha e Portugal já aderiram à causa e estarão multiplicando a ação social. As bonecas confeccionadas por esses grupos serão enviadas para o Brasil para distribuição.

A exposição “Boneca de Pano é Gente” faz parte da programação da 19ª. edição da Feira Patchwork Design que vai reunir 45 expositores oferecendo serviços e produtos, desde a matéria prima até artigos acabados para decoração, vestuário, acessórios, entre outros. A feira oferece também seis oficinas gratuitas nos dias 20 a 22 de março e três no dia 23 de março, para quem quiser aprender algumas técnicas de patchwork básico, com 15 vagas por dia e inscrições por ordem de chegada e a exposição “Têxtil Design”.

SERVIÇO:
FEIRA PATCHWORK DESIGN
De 20 a 23 de março
Clube Monte Líbano (Av. Borges de Medeiros, 701 – Lagoa)
Horário: das 13h às 19h

1 Comentário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here