Na sexta, dia 19 de abril, às 21h10, estreia no Canal Brasil “Abrindo o Armário”, documentário de Dario Menezes e Luis Abramo que promove um mergulho no universo LGBTQ+ para entender como é ser minoria em um país com altos índices de violência e preconceito contra quem difere da heteronormatividade. A coprodução do Canal Brasil com a Luba Filmes conversa com homens gays, mulheres trans e drag queens de diferentes gerações e origens sociais, artistas famosos, militantes e anônimos para compreender como eles lidam com a descoberta e a aceitação da sexualidade, a opressão religiosa e das famílias, a pouca representatividade, os episódios de intolerância vividos ao longo dos anos e como suas próprias personalidades tornaram-se constantes quebras de padrão.

O filme propõe um amplo mosaico de entrevistados para possibilitar as mais diversas discussões sobre o assunto. As rappers Linn da Quebrada e Jup do Bairro trazem o ponto de vista de artistas da periferia, questionam a representatividade negra e apresentam suas performances críticas aos padrões. O escritor José Silvério Trevisan comenta a repressão durante a Ditadura Militar e como era viver sob o constante olhar do regime. O jornalista Gilberto Scofield Jr. revela as dificuldades do processo de adoção de um filho com seu marido e discute se existe um arquétipo de comportamento entre os LGBTQ+. Há ainda questionamentos sobre aceitação da própria sexualidade, as violências sofridas ao longo dos anos e o destempero das famílias com quem se recusa a voltar para dentro do armário.

Abrindo o Armário (2018)  
INÉDITO e EXCLUSIVO
Horário: Sexta, dia 19/04, às 21h10
Classificação: 12 anos
Direção: Dario Menezes e Luis Abramo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here