Walter Firmo, dos 82 anos de nascimento, há quase 65 contribui – e muito – com seu olhar para a Fotografia. Conhecido como “Mestre das Cores”, Firmo viu sua fotografia nascer no preto-e-branco. Nascimento que se deu no Jornal Última Hora ainda em 1955. Os “pais” de seu olhar foram Henri Cartier-Bresson, Andre Kertesz, Robert Doisneau e Elliott Erwitt e é a estes 4 que faz referência em sua nova série de fotos, não a tôa toda capturada com filme PB e em Paris, e que estará em exposição a partir do dia 29 de junho na Galeria Indoor.

Aos 81 anos ele passou mais de 1 mês em Paris. Sua missão era aproveitar a lua-de-mel. Mas ele teve mais companhia. Levou 2 câmeras analógicas e, inspirado pelo amor, flanou pela cidade berço da fotografia somente com filmes em preto-e-branco. “A cor é a banda de música, uma zoadeira. O PB é uma sutileza, mais dos sentidos”

A exposição “Reinventando Firmoserá” a primeira do artista em muitos anos com inéditas. A série de Paris ocupa metade da Galeria Indoor, dividindo espaço com os clássicos retratos coloridos que deram fama mundial a Firmo, reconhecido em diversas listas como um dos maiores fotógrafos do mundo. Todas as impressões da exposição são feitas por seu impressor oficial (Marco Araújo) em papel de algodão autenticado e tamanho 60 x 40cm. Além dos quadros, há ainda uma série de quatro caixas temáticas que reúnem em tamanho A5 imagens emblemáticas de Firmo sob os títulos Amor, Sombras, Samba e Diferentemente.

Na exposição o visitante reconhece imagens de um Brasil que Firmo ajudou a forjar com seus registros, mas também faz um passeio no melhor estilo flâneur por uma Paris que em tudo nos parece conhecida, e no entanto é apresentada com o frescor da descoberta, seja por causa do belo uso de contrastes em preto e branco, seja pela forma natural com a qual Firmo apreende cada cena. Ele eleva o que se consideraria cliché através de cenas inesperadas e beleza arquitetônica como só um artista de alto nível poderia fazer.

Walter Firmo diz que “o fotógrafo que envereda e transita pelo fotojornalismo durante algum tempo estará muito melhor armado para, se quiser, construir um trabalho pessoal”. A maneira nova de ver o fotojornalismo lhe rendeu alguns olhares tortos por parte de colegas no começo da carreira. Chegaram a lhe dizer que ele “fazia um desserviço à verdade jornalística”, por manipular as emoções dos leitores.Mas também por isso ele foi sendo requisitado pelos repórteres. “Eu mostrava uma outra vertente, uma outra verdade. A verdade nunca é uma só”.

A exposição Reinventando Firmovem mostrar esse renascimento do fotógrafo e do homem. E não há ninguém melhor para contar essa história do que o próprio Walter, que estará presente nos dias de portas abertas. A curadoria e a produção são da Rococó Clean.
Localizada no bairro do Flamengo a Galeria Indoor traz para o Rio de Janeiro desde novembro de 2018 um novo conceito que tem tomado força internacionalmente. Unimos a estrutura física, curatorial e comercial de uma galeria de arte ao conforto e à pessoalidade que só um lar pode proporcionar.

As visitações são mediante agendamento pelo telefone (21) 99638-0418.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here