Depois de duas apresentações lotadas que serviram de laboratório para o repertório de “Electra”, seu novo disco lançado pela gravadora Jóia Moderna, Alice Caymmi volta ao palco do Clube Manouche com o espetáculo do álbum, em versão íntima e intimista feita especialmente para a casa: o “Electra Recital”.

Electra, na mitologia grega, é persona movida pela fúria e essa intensidade permeia todo o espetáculo dividido em três atos batizados de “Tragédia”, “Revolução” e “Futuro”. “Essa atmosfera ajuda bastante no conceito cênico e temático que queremos levar ao espectador” conta Paulo Borges, diretor do show.

Acompanhada de João Rebouças (piano) e Filipe Castro (percussão), em vestes assinadas por Alexandre Herchcovitch, Alice mostra as canções que garimpou, junto de Zé Pedro (diretor artístico do álbum), em obras de antigos compositores para este novo álbum, além de revisitar músicas de seus três álbuns anteriores como “Agora”, “A Estação” (do álbum “Alice”, de 2018), e “Iansã”, “Meu Recado”, “Como Vês” (de “Rainha dos Raios”, de 2014), entre outras surpresas, como “Andança”, música do pai da cantora, Danilo Caymmi.

“Vejo como um dos lançamentos mais corajosos da minha carreira e também um dos mais sólidos. No sentido de eu saber exatamente o que estou fazendo. Parece que o que sempre esteve em mim era o caminho certo o tempo inteiro. O básico, o ancestral, o fundamental”, diz ela.

Serviço
Alice Caymmi como show “Electra Recital”
Local: Clube Manouche/Casa Camolese (Rua Jardim Botânico, 983, Jardim Botânico, Tel: 3514-8200)
Datas e horário: 30 e 31 de agosto, sexta e sábado, 21h
Ingressos: https://manouche.byinti.com
Classificação: 18 anos
Estacionamento no local (tarifado)

Foto Gustavo Zylbersztajn

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here