Conhecida pelas joias que simbolizam autoexpressão, diversão e celebram a diversidade e essência feminina, a PANDORA relança sua marca e entra numa nova etapa de sua trajetória, destacando o conceito: Pink is not a color, is an attitute! (Pink não é uma cor, é uma atitude!). Para guiar este momento, a joalheria elegeu um time de musas inspiradoras, que refletem a variedade de perfis de suas consumidoras e fãs.

Inspirada na força e na determinação feminina, a marca convida as consumidoras mulheres a compartilharem suas paixões por meio das joias, investindo numa identidade visual contemporânea. A mudança faz parte de um movimento global da PANDORA, que ganha uma logomarca com tipografia contemporânea e faz o pink mais presente em sua identidade, valorizando a cor como um símbolo de autoexpressão feminina.

Segundo Graziella Falotico, diretora Geral da PANDORA Brasil, com esta movimentação, a marca se aprofunda como um instrumento para dar voz às consumidoras. “Sempre fomos uma joalheria com uma proposta muito personalizada para o público, agora vamos levar essa questão mais adiante. Somos uma marca que traduz, em joias, tudo aquilo que as mulheres amam e que fazem delas o que elas verdadeiramente são”, conta a diretora.

Dentro da proposta de renovar a experiência do público com a marca, nos próximos meses, a PANDORA trará novidades no digital e em produtos, além das lojas, que deverão ganhar um novo layout.

Um dos marcos desta nova etapa da joalheria é a apresentação das ‘Musas PANDORA’, grupo composto por seis mulheres multifacetadas de projeção internacional, que retratam os valores e o atual propósito da PANDORA: de dar voz às paixões das pessoas.

O time é formado pela modelo, dançarina e atriz Larsen Thompson; a artista Tasya van Ree; a diretora, escritora e consultora Margaret Zhang; as modelos Halima Aden and Georgia May Jagger e a atriz Nathalie Emmanuel; cada uma revela paixões, características e crenças que fazem delas quem elas verdadeiramente são, compondo suas essências.

Segundo Vita Clausen, diretora Global de Relações Públicas da Pandora, as musas representam a dualidade e a diversidade presentes em todas as mulheres. “Elas são diversas, acessíveis, inclusivas, cheias de estilo, social e ambientalmente responsáveis, e, acima de tudo, fiéis ao que elas acreditam. Estamos muito orgulhosos por trabalhar com este grupo de mulheres inspiradoras’, afirma.

Para Larsen Thompson, a parceria com a PANDORA significa explorar um lado mais ousado de sua personalidade. “Estou contando minha história e ao lado de um grupo diversificadamente talentoso de mulheres, as quais estou honrada de chamar de minhas musas”, diz a artista.

A primeira campanha estrelada pelas Musas PANDORA acaba de ser lançada globalmente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here