No ano de comemoração dos 10 anos de carreira, a cantora Tiê lança, nesta sexta-feira, dia 6 de setembro, o primeiro álbum e DVD ao vivo, gravados no YouTube Space, no Rio de Janeiro, em junho passado. “DiX”, que significa dez em francês, chega a todas as plataformas digitais e nas lojas físicas de todo o país com 17 faixas, entre elas, releituras, sucessos e inéditas. Com participação de Cynthia Luz e Rael, o projeto conta com produção de Paul Ralphes, direção de Clara Cavour, arte de Rita Wainer, cenário de Nina Becker, figurino de Carol Roquuete e beleza de Brenno Melo.

“Tem um olhar de maturidade diferente nesse trabalho. Estou mais leve, porém ainda muito intensa. O dez representa a ausência e a completude ao mesmo tempo. Ou seja, a falta de um repertório só de inéditas, como estou acostumada a lançar, mas, a totalidade de revisitar o caminho até aqui”, reflete a cantora sobre o novo trabalho. Entre as novidades no setlist, a cantora traz “Não Sei”, uma parceria com o convidado especial Rael. Já Com Cynthia Luz, Tiê revisitou o sucesso “Vou Atrás”, do projeto “Esmeraldas”, lançado em 2014.

Para retratar a trajetória da cantora no DVD, Rita Wainer criou a identidade visual dentro do conceito de arco-íris. Parceira desde o início da carreira de Tiê, Rita é responsável pelas artes dos quatro álbuns anteriores da cantora. “Trabalhar com a Tiê é tão fácil, sempre foi. Esse projeto foi muito especial. Lembrei de tudo e chorei de orgulho dela. Foi lindo e ainda é começo”, conta Rita. “A criação é tão orgânica, tão junto com ela que nem sei descrever. Não sei onde começa e quem teve qual ideia”, diz.

Com equipe de maioria feminina, a diretora Clara Cavour conta que a presença da cenógrafa Nina Becker foi uma escolha estratégica também. “A Nina trabalha como diretora de arte, mas também é cantora. Isso foi muito bom porque ela conhece o lado de lá, sabe como é estar no palco”, explica ela. “O DVD nasceu desse encontro de mulheres. Acredito que isso ficou impresso no trabalho, esse olhar cuidadoso e essa troca generosa. Com certeza o público vai gostar e se surpreender”, complementa a diretora.

Ao longo de uma década, Tiê lançou quatro projetos (“Sweet Jardim”, “A Coruja e o Coração”, “Esmeraldas” e “Gaya”), com canções autobiográficas, todos foram registrados em estúdios. “DiX” é a estreia de gravações ao vivo da cantora, que teve três semanas de ensaios com a banda. “Eu adoro fazer show. Gosto muito de olhar e conversar com a plateia. E sinto que canto com mais potência e densidade. Estou muito feliz, confiante e grata com esse novo momento de lançar o primeiro ao vivo”, celebra Tiê.

Para o produtor Paul Ralphes, o registro ao vivo é apresentado de uma forma mais orgânica. “A ideia foi revisitar a carreira da cantora, trazer algumas músicas novas com uma emoção e performance ao vivo muito legal. Ela tem uma interação muito interessante com o público”, diz Paul. Para as escolhas dos convidados, Tiê e Paul pensaram juntos. “Já conhecíamos Rael há certo tempo e quando fizemos as listas de possíveis participações, ele era o primeiro para os dois”, conta. “A Cynthia é uma artista da nova geração que eu curto muito. As vozes das duas juntas combinaram demais”, complementa ele.
No palco com Tiê estão André Whoong (guitarra, violão e backing vocal), Gianni Dias (baixo e backing vocal), Jeff Pinas (violão, banjo e backing vocal), Marina Jacintho (teclados e omnichord) e Matheus Souva (bateria).

Tiê soma quatro discos autorais, turnês internacionais, participações em grandes festivais, dez músicas emplacadas em trilhas sonoras de novelas e diversas parcerias musicais. A artista, que já morou no Japão e em Nova York (Estados Unidos), fez turnê com o Toquinho antes de traçar os projetos solos e gravou ao lado de David Byrne, Jorge Drexler e Luan Santana, vê seu trabalho como uma maneira de externalizar as emoções.

Foto: Rogério Von Kruger

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here