O MAR – Museu de Arte de Rio, sob a gestão do Instituto Odeon, recebe o Muquifu – Museu de Quilombos e Favelas Urbanos na FLUP 2019. O Muquifu reúne em seu acervo fotografias, objetos, documentos, imagens de festas, celebrações e histórias que representam a tradição e a vida cultural dos moradores das diversas favelas e quilombos urbanos do estado de Minas Gerais. Tem como vocação garantir o reconhecimento e a salvaguarda das favelas, os verdadeiros quilombos urbanos do Brasil. Lugares não apenas de sofrimento e de privações, mas também de memória coletiva e cultura dignas de serem cuidadas.

Um de seus dispositivos de mediação com o público é o Muquifoca – um museu ambulante, montado em um carrinho de pipoca, onde histórias, memórias, livros e objetos do acervo do Muquifu são levados para outros lugares e públicos. O Muquifoca é também uma pequena biblioteca que pode receber doações de livros e vai distribuir pipoca para as pessoas que participarem de suas ativações. Assim, o acervo do Muquifu vai além da sua sede, no bairro de Santo Antônio, em Belo Horizonte, e pode despertar novos olhares sobre o patrimônio cultural afro-brasileiro e os povos que moram nos Quilombos Urbanos e nas favelas. Com direção e curadoria do Padre Mauro Luiz da Silva, o Muquifu, além de ser um local de resistência, identifica-se como um museu de território.

Ao longo da FLUP, o Muquifoca passará por diversos ambientes do MAR, como o Foyer, o Mirante e Pilotis, com ativações, contação de histórias, distribuição gratuita de livros e publicações, oficinas e rodas de conversa para os públicos de todas as idades. As atividades serão comandadas pela equipe do Muquifu e educadores MAR.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here