Nos dias 19 e 20 de outubro, a Orquestra Sinfônica Brasileira estará de volta ao palco da Sala Cecília Meireles, com dois concertos sob a regência do maestro Roberto Tibiriçá. O programa conta com peças vibrantes e pouco tocadas no Brasil. A OSB conta com a Lei Federal de Incentivo à Cultura e tem a NTS como mantenedora, Vale, Brookfield e Eneva como patrocinadoras e a Eletrobras como copatrocinadora.

A abertura da ópera “Hänsel und Gretel”, do compositor alemão Engelbert Humperdinck, dá início ao programa da noite de sábado. Inspirada no conto de fadas “João e Maria” (como é conhecido no Brasil), dos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm, a ópera estreou em 1893, sob a condução de ninguém menos do que Richard Strauss. Na sequência, o público ouvirá duas peças do finlandês Jean Sibelius: Abertura Karelia e Suíte Karelia, ambas obras nacionalistas, inspiradas em fatos históricos ocorridos na província de Carélia, em seu país de origem.

Depois do intervalo, a OSB volta ao palco para executar a Suíte Orquestral nº 1, de Tchaikovsky. “Assim como as outras peças do programa, esta é uma obra pouquíssimo tocada no Brasil. Nossa ideia é proporcionar uma renovação do repertório e oferecer novas experiências ao público” – conta o maestro Roberto Tibiriçá.

Já na manhã de domingo, serão executadas a Abertura da ópera “Hansel und Gretel” (Engelbert Humperdinck), a “Suite Karelia”, de Sibelius, e os movimentos I, II e VI, da “Suite Orquestral”, de Tchaikovsky. Os concertos da Juventude são apresentações de caráter didático, com ingressos a preços populares.

SERVIÇO:
Orquestra Sinfônica Brasileira
Dia 19 de outubro, às 20h (sábado)
Dia 20 de outubro, às 11h (domingo – Concerto da Juventude)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here