“Outras Brasileiras”, série documental produzida pela AfroReggae Audiovisual, estreia na segunda-feira, dia 04 de novembro, às 21h, no Canal Brasil.

Dirigida por Diego Dadalt, série retrata a vida de mulheres transexuais periféricas em cinco episódios temáticos com aspectos específicos da rotina. Os temas abordados são: 1) Corpo Político: Percepção sobre o feminino, falta de direitos, militância e registro civil; 2) Saúde: HIV, redesignação sexual, os preconceitos enfrentados na saúde pública, o mercado negro da hormonização e silicone industrial; 3) Laços: Relacionamentos, abandono familiar e religião; 4) Violência: Física, transfobia, cafetinagem e agressão policial; 5) Trabalho: Prostituição e inserção na sociedade legal.

A ideia para “Outras Brasileiras” veio da experiência da ONG AfroReggae, fundada por José Junior, no trabalho com transexuais, a partir do projeto Além do Arco-Íris, criado por Marcelo Garcia e que contou com apoio incansável de Jean Wyllys. Ao idealizarem a série, os criadores pretendiam mostrar a realidade – nada glamourosa como muitas vezes se vê na TV – dessas mulheres que, no Brasil, tem expectativa de vida abaixo dos 35 anos (Fonte: Grupo Gay da Bahia – 2018). Por isso, a série contou com Diana Paradise, mulher trans e ex-prostituta, no apoio a pesquisa, que acompanhou a equipe nos principais pontos de prostituição do Rio de Janeiro, em busca das personagens que melhor contribuíssem para criar um mosaico da situação da mulher transexual no Rio de Janeiro.

Na trilha sonora, foram licenciadas músicas de quatro cantoras trans, que ilustram o clima dos episódios: Danna Lisboa, Alice Guél, MC Dellacroix e Valéria Barcellos.

Foto: divulgação Canal Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here