A batalha das correntes, filme estrelado por Benedict Cumberbatch e Michael Shannon, conta a história verdadeira da disputa pelo monopólio da eletricidade nos Estados Unidos, com ideias distintas, mas que representavam um mesmo desejo: acender um país.

Cumberbatch faz o papel de ninguém mais ninguém menos que Thomas Edison, que defendia a chamada corrente contínua, enquanto Michael, representa seu mais rival, George Westinghouse, que defendia a corrente alternada. Travando uma enorme batalha com muito dinheiro e fama envolvida, Edison usava de toda sua genialidade e arrogância para provar um ponto: que a energia da westinghouse poderia matar pessoas.

O filme tenta, tecnicamente, mostrar o lado de cada um dos envolvidos, a relação deles com o trabalho, com a família, os erros e acertos de cada um. Porém, apesar disso, existe uma clara intenção de exaltar a figura de Edison, enquanto ironiza a de George. O roteiro é realmente focado em contar os conflitos de Thomas Edison tanto externamente quanto internamente para se tornar o nome de peso que tem hoje, enquanto utiliza de Westinghouse apenas como seu maior obstáculo até esse feito.

O elenco está particularmente incrível, com nomes como Tom Holland, Nicholas Hoult, Katherine Waterston e Tuppence Middleton, as atuações não deixam a desejar, deixando transparecer a sincera busca por poder e por dinheiro.

Infelizmente, por tentar abranger toda a história de duas famílias extremamente poderosas e de uma briga que durou anos em pouco tempo, o roteiro acabou ficando corrido e desenvolvendo muito pouco os personagens. Ele ainda menciona Nikola Tesla, outro grande gênio, de uma maneira extremamente superficial e diminuída, além de, infelizmente, utilizar muito pouco o talento das mulheres, que acabam sendo destinadas a apenas serem “o apoio” para aqueles homens no meio de uma enorme briga.

De qualquer forma, pra quem tem interesse no tema, o filme é uma ótima pedida, pois trata com didática sobre assuntos não tão dominados por todos.

foto: divulgação Diamond Films

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here