O diretor e roteirista do filme, Todd Phillips, tem como obra mais conhecida a trilogia Se Beber Não Case, e conseguiu fazer um filme tão profundo, maduro e real. Existe momentos de glamourização a barbárie, mas eles não vem do filme e sim do personagem, é o Coringa que se autoidólatra. O filme toma suas responsabilidades devidas sem perder o foco da crítica social que ele pretende fazer.

O Coringa é fruto de uma sociedade doente, ele representa o pior que alguém torturado, abandonado, e ignorado pelo mundo pode se tornar, ao passo que o roteiro não o exime de culpa. Ele é um doente e uma vítima, e mesmo assim continua responsável por seus assassinatos. O discurso final do personagem é tão real, capaz de fazer qualquer pessoa criar uma ligação com ele, pois todas as pessoas são horríveis, sendo tanto vítimas quanto abusadores ao mesmo tempo.

Coringa se passa em uma Gotham City suja, misógina e preconceituosa, na qual os cidadãos menos favorecidos lutam para viver e se rebelam contra os mais ricos – de certa forma, baseada na Nova York real do final dos anos 1970 e começo dos 1980. Não é por menos que Taxi Driver é uma das maiores referências do filme: também é cria do sistema e do cinema daquela era. Nesse contexto, temos um estudo de personagem quase puro, em uma atuação impecável de Joaquin Phoenix.

Há críticas às pessoas (incluindo aos desajustados), à sociedade e à sua falta de olhar para o bem-estar de todos. Por tudo isso, a história é dura, impactante, chocante, formando uma quase perfeita combinação de cinema de arte com blockbuster baseado em HQ. Vale mencionar que ‘Coringa’, neste momento, está sendo lançado apenas para a compra nas plataformas iTunes/Apple TV, Google Play e YouTube – opção que inclui extras e resolução 4K, ainda melhor que a do Blu-ray (por isso o preço mais caro). Em janeiro será liberada a opção de aluguel, mais barata, além do longa ficar disponível no NOW, Vivo Play e SKY Play.

foto: divulgação Warner Bros

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here