A autora Agatha Christie é um dos grandes nomes dos livros policiais, tão grande quanto sir Arthur Conan Doyle com seu Sherlock Holmes. Em Entre Facas e Segredos de Rian Johnson temos o mesmo espírito das aventuras do detetive Hercule Poirot, porém com traços autorais do diretor. A trama começa depois da morte do premiado autor de best-seller, Harlan Thrombey (Christopher Plummer), que a primeira vista parece um suicídio, mas não para Benoit Blanc (Daniel Craig), renomado detetive que acredita ser este um caso de assassinado, e os familiares de Harlan estão entre os suspeitos.

É necessário dizer que antes de dirigir Star Wars: Os Últimos Jedi, Johnson, não são era tão conhecido assim, mesmo tendo sido diretor em Breaking Bad e também em Looper: Assassinos do Futuro. Seu comando sobre a obra de George Lucas causou grande rebuliço pela mudanças na história, e dando reconhecimento técnico incontestável para ele. Agora ele vem com uma obra totalmente de sua autoria, inspirada em toda obra de Agatha Christie. Essa inspiração é muito presente de fato no mistério é como ele se desenrola. Filmes com tramas assim, se não forem bem feitos, caem por terra, pois os furos acabam os derrubando.

Só que este roteiro não tem furos, incrivelmente, todos os seus elementos contribuem para a construção da solução do mistério, inclusive o que só parece ser alívio cômico. Elogios à essa história não devem ser poupados, porque além da construção da trama, a relação e criação dos personagens é sensacional. Críticas fortes são feitas ao rumo que os EUA tomaram desde a posse de Trump, todas fortes e hilárias. Não há um personagem que não seja engraçado neste filme. Os papéis de Katherine Langford e Jaeden Martell são os mais dispensáveis, apenas trazendo uma informação para o desenvolvimento da história, e mais nada.

Como dito, Johnson tem forte capacidade para partes mais técnicas, e ele realizou isso no longa. Ele mantém planos de câmera mais parados com elementos que falam entre si, misturando a trilha sonora exagerada, cria-se uma mistura de humor galhofado que torna Entre Facas e Segredos. Engraçado, inteligente e leve, pode ser que Johnson ganhe uma indicação ao Oscar por seu filme, talvez até mais filmes nesse estilo.

Foto: divulgação Paris filmes

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here