A exposição “ÁREA INTERDITADA: ZONA DE TRÂNSITO CENTRAL”,  explora, de forma pontual, as negociações que se fazem implicitamente presentes entre os seus mais variados universos que se confrontam no cotidiano da capital carioca. A mostra, que tem entrada gratuita, fica até o dia 13 de março de 2020, de segunda a sexta-feira, exceto feriados, na Grande Galeria do espaço.

O Coletivo Área Interditada, responsável pela mostra, acredita que essa circulação implica na constituição de pontos de aproximação, assim como de distanciamento políticos, sociais e culturais, os quais configuram confrontos contínuos e cotidianos. Devido a este intenso trânsito de tipos tão diversos, a Zona Central apresenta evidentes pontos de tensões assim como de negociações/acomodações. Talvez por isso, seja frequentemente palco dos mais variados tipos de manifestações populares.

 As tensões que se apresentam – invariavelmente – na tentativa de acomodação real da diversidade, mostram-se como uma rica fonte de objetos de pesquisa para desenvolvimento de obras de arte nas mais variadas plataformas (pintura, vídeo, performance, fotografia, etc.).

O centro da cidade do Rio de Janeiro, pode ser lido como um local representativo para a construção da identidade da população carioca e até mesmo do país em certa medida. Sediou a capital do Brasil em três períodos históricos distintos: a Colônia, o Império e a República. Por suas ruas circulou – e ainda circula – a grande maioria dos tipos que constituem a diversidade nacional.

Serviço
“Área Interditada: zona de trânsito central”
Centro Cultural Light – Grande Galeria
Av. Marechal Floriano, 168, Centro, Rio de Janeiro
De 17 de janeiro a 13 de março de 2020
De segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 9h às 19h.
Classificação livre.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here