A exposição “ENCANTO (a arquitetura divina)”, com curadoria de Susi Sielsky Cantarino, é uma retrospectiva que reúne obras e instalações do artista plástico mineiro Ribahi.

Em sua trajetória, Ribahi teve como base a engenharia, que cursou durante 3 anos, somado a um profundo mergulho nos campos do teatro, cinema, literatura e por fim as artes plásticas. “Gosto de pensar nas minhas peças como projetos arquitetônicos. O metal traz solidez, as pedras trazem luz. Dentro da minha circulação pelo mundo uma das experiências mais marcantes foi trabalhar em uma fábrica de joias na Tailândia aonde aprimorei técnicas que hoje uso”, complementa o artista.

A mostra “ENCANTO” concentra as 15 peças mais significativas dessas series. A primeira série de esculturas produzida foi “Lance seu coração à frente e corra para alcançá-lo”. Depois veio a série “Cicatrizes” onde o artista rasgou o metal e preencheu com ametistas, pedras curativas, como se elas fossem a casca de uma ferida que está sarando. Em seguida, fez a série de cubos de metais oxidados de preto. Cubos rachados que contém no seu interior uma enorme quantidade de cristais de quartzo. Série chamada “Buraco negro”. A última serie chamada “Suspensão” nasce do contraste entre o peso de pedras que flutuam apoiadas em sutis varetas de metais.

“É com grande prazer que apresento o artista plástico Ribahi em sua primeira mostra no Rio. Iremos compor uma ambiência com paredes no tom grafite escuro para que as obras de metal, pedras e cristais terem sua vibração e força realçada. Esperamos que o publico aprecie a potencia e ousadia de suas obras”, comenta a curadoria Susi Sielsky Cantarino.

A exposição conta com peças em cristais, metais, pedras brasileiras, peças folheadas a ouro de quatro fases diferentes do artista: “Cicatrizes”, “Buraco Negro”, “Suspensão” e “Lance seu coração à frente e corra para alcançá-lo” — esta última, inspirada num provérbio árabe – todas as decisões da minha vida foram tomadas pelo coração.

Serviço
Mostra “ENCANTO (a arquitetura divina)”
Abertura ao público: 19 de março a 3 de maio Visitação de terça a domingo das 12h às 19h
Local: Centro Cultural Correios Rio de Janeiro (Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro)
Entrada franca
Censura livre

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here