Sob a regência do maestro Neil Thomson, a Orquestra Sinfônica Brasileira apresentará um programa composto por obras do austríaco Joseph Haydn e do húngaro Franz Liszt.  Embora não tenha sido o criador da forma, Joseph Haydn é considerado “o pai da sinfonia”, tendo escrito 108 ao longo de sua vida. Uma delas, a “Sinfonia nº 6” abre o programa da noite. Também conhecida como “Le Matin” (a manhã), a obra faz parte de uma trilogia sinfônica, juntamente com “Le Midi” (meio-dia) e “Le Soir” (a noite). As três sinfonias, repletas de solos proeminentes, foram compostas em 1761 e estrearam em uma mesma apresentação, em Viena.

Depois do intervalo, a OSB volta ao palco com mais uma sinfonia: “Fausto”, de Franz Liszt. Inspirada na peça de Goethe, a obra – que conta com três movimentos – foi composta em 1854 e estreou três anos depois, em Veimar, na Alemanha.

Realizada em parceria com embaixadas e consulados, a Série Mundo explorará, ao longo de 2020, as riquezas musicais de oito países. Teve início com o Brasil, em fevereiro, e até o fim do ano homenageará, ainda, México, Azerbaijão, França, Noruega, Turquia e Canadá.

SERVIÇO:
Orquestra Sinfônica Brasileira | Série Mundo – Áustria e Hungria
Neil Thomson, regente
Dia 05 de março de 2020 (quinta-feira), às 19h
Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro (Praça Floriano, s/nº – Cinelândia/Centro)
Ingressos: https://www.ingressorapido.com.br/ 

Foto: Cicero Rodrigues

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here