Alfred Bordan e Robert Angie são ilusionistas estreantes e ambos sempre tiveram rivalidades entre si. Após um acidente de trabalho, onde a amante de Angie termina morta, a rivalidade torna-se mortal, e até em obsessão. A mágica será a arma em que os dois usarão para destruir um ao outro, custe o que custar.

Com direção de Christopher Nolan, em parceria com seu irmão, Jonathan, no roteiro, O Grande Truque conta com uma dupla de muito peso em termos de história e narrativa. O filme mostra que a arte da mágica envolve três atos: a primeira é A Promessa, em que o mágico mostram um objeto comum, sem nenhuma relevância mágica, algo normal. O segundo ato é A Virada, o mágico pega o objeto comum e faz dele algo extraordinário. Por último, vem O Grande Truque, porém a tradução literal do inglês original expressa melhor este último ato, pois ele é O Prestígio.

O personagem de Michael Caine é um dos mais interessantes, ele é um engenheiro de truques, isto é, ele monta como truque funciona para que o mágico, o apresentador, o execute. O filme se passa no início século XX onde o ilusionismo estava em ascensão, assim como várias descobertas científica dos magos do ciência. E sim, temos um mago verdadeiro neste filme, seu nome é Nikola Tesla, que através do poder infinito da ciência se faz do impossível, possível. É complicado explicar sobre a trama deste filme, pois quanto menos você souber sobre ele, melhor. Saiba que tudo o que você verá é um truque, e ao mesmo tempo é real. Porém, você não quer saber o que é verdade e mentira, você quer ser enganado. Então se permita ser e ai a virada o levará ao prestígio do filme.

Além de Caine, no elenco temos Hugh Jackman e Christian Bale como os protagonistas, Scarlet Johansson, Andy Serkis e até David Bowie como Tesla. É um filme muito bom para ser estudado, e é bom para se ver várias e várias vezes com amigos para se discutir o grande truque do roteiro.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here