Roupas, acessórios, calçados, a moda vai além de cores, formatos e materiais presentes no gosto de determinado público, depende de uma estação do ano ou época específica.  Destaquei algumas séries que colocam em destaque a criatividade do mundo da moda com muita identidade. Confira abaixo:

“Jeremy Scott – The People’s designer” – Imagine um menino do interior, pegando sua primeira revista de moda e se apaixonando por um universo até então desconhecido. Esse foi o primeiro contato que Jeremy teve com um mercado em que, logo depois, faria nome.

Conhecido por ser o queridinho das celebridades, personalidades como Katy Perry, Miley Cirus e Rihanna são algumas das cantoras que regularmente são vistas vestindo looks que levam sua assinatura.

Atualmente Jeremy está no comando de estilo da marca Moschino. Divertida e atual a grife faz releitura do pop art e mistura muito bem o conceitual e comercial.

O documentário relata a trajetória do fashion designer, desde sua infância até os dias atuais narrando suas experiencias boas e ruins no mercado da moda.

Foto: divulgação Netflix

Vencedora do Globo de ouro, a série “O assassinato de Gianni Versace” a trama relata o caso de serial killer, Andrew Cunanan que mata Gianne na porta de sua casa, aos 50 anos de idade. O rapaz que já era procurado pela policia por outros crimes, tem em mente a ideia de que não quer ser esquecido jamais.

Versace é definitivamente uma das marcas mais respeitadas no mundo fashion. Fundada por Gianni Versace, aos 25 anos de idade, a grife italiana tem uma característica rocker muito forte e identidade visual única, podendo ser reconhecida mesmo sem a logo marca.

A irmã de Gianni, Donatela Versace que atualmente é a head da marca, teve encontros com a atriz Penélope Cruz que a interpreta na série, para falar sobre a personagem. A família, porém, não quis manter laços com a produção e deixou claro que tudo na série se trata de ficção.

 Para os amantes da moda, as referencias que são exibidas são explicitas. De empoderamento feminino a sadomasoquismo, o universo e a criatividade de Gianni eram de tamanha sensibilidade.

Foto: divulgação Netflix

 Você está enganado se acha que “Glow” é apenas uma serie sobre mulheres lutando em um ring, a essência da série vai bem mais além disso. Retratada nos anos 80, “Glow” (Gourgeus ladies of wrestling ou mulheres maravilhosas da luta livre) aborda sutilmente a batalha da mulher em diversos aspectos, dissertando temas como: Aborto, traição, uso de drogas e a independência. Com episódios de media 30 minutos de duração a serie te envolve facilmente e algo que nos chama muita atenção (além da trilha sonora impecável) é sem dúvidas, o figurino.

Maios cavados com blusa e shorts por baixo, polainas e peças com tecido sintético de cores vibrantes são alguns dos elementos fortes apresentados. Os destaques também entram na maquiagem e penteados volumosos cheios de spray, bem característico da época.

Mom jeans é a peça queridinha da vez! A calça de cós alto e modelagem larguinha aparece com força na serie e nos dias atuais também. A moda atual que faz uma releitura de ícones usados nas décadas passadas, trouxe essa e outras peças para os guarda-roupas contemporâneos. Um outro exemplo é o biquíni asa delta e short hot pants, peças que estiveram muito presente no nosso último carnaval.

Beth Morgan, figurinista da serie diz que a pesquisa para construir uma imagem tão forte e realista foi intensa! A maior parte do acervo foi comprado em brechós físicos e online e as peças produzidas do zero, foram feitas com materiais originais da época.
Além disso, Beth não queria algo com aparência de ‘inspiração’, mas sim realista. A verdadeira mulher dos anos 80 em Hollywood.

A serie é produzida por Jenji Kohan, criadora de “Orange is the new black” e conta a historia de Ruth Wilder (Alison Brie), uma atriz feminista desesperada por trabalho, que sonha em conquistar um papel de destaque em que a mulher não seja apenas submissa, mas que tenha seu devido valor na sociedade.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here