O “Cinejornal”, atração do Canal Brasil, traz uma entrevista especial com Vladimir Brichta na próxima terça, dia 12, às 23h30.

O ator revela na conversa com Simone Zuccolotto, revela que a pandemia será abordada na volta da novela “Amor de Mãe”: “A temática da Covid-19 vai aparecer na ‘segunda temporada’ e meu personagem vai debater sobre o que está acontecendo. É uma novela contemporânea, né?”, diz.

Ele ainda conta que, durante a quarentena, tem lido muitos livros e indica as últimas séries que assistiu. Vladimir fala também sobre a nova rotina com a família imposta pelo isolamento social: “A gente reaprendeu a dinâmica de dentro de casa. Eu coloquei um foco e a gente tem uma rotina: tem a hora de estudar, tem a hora de ocupar o tempo com as crianças, com a Adriana (Esteves), minha esposa, e assim fica mais fácil entender tudo isso”.

Aliás, Brichta também comentou sobre Alemão 2, que tem previsão de estreia, nos cinemas, para agosto. O filme traz como foco principal a falência das Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs) no Rio de Janeiro nove anos após a operação policial que prometia trazer paz ao Complexo do Alemão.

“Num primeiro momento, a gente mostra como estão as ocupações hoje em dia. Era um projeto político e foi abandonado, assim como toda a população das favelas. Num segundo momento, a gente quer discutir a segurança pública, esse assunto não está esgotado”.

Ao “Cinejornal”, Vladimir lamenta ainda a morte do amigo Flávio Migliaccio, com quem contracenou durante cinco anos na série “Tapas & Beijos”: “Tenho uma profunda admiração por ele. Tem atores que trabalham para terminar logo a cena, ele queria ganhar a cena. Com 80 anos, ele ganhava a cena”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here