Já dizia Freddy Mercury: ‘O show tem que continuar’. E é com este pensamento que a Festa Ploc – comandada por Luciano Viana, o DJ Dom LV, e Pillar Gama, a DJ Menina Veneno – foi a pioneira das festas a investir no mercado de lives privadas.

Assim, eles oferecem de happy hour a eventos corporativos, passando por festas de aniversário e comemorações particulares. O DJ aparece on-line em uma live particular e apresenta para os convidados, que podem estar em diferentes casas, um repertório com o melhor do ‘retrô’ dos anos 80 e 90.

Pillar, a DJ Menina Veneno, completa: “Caso as lives privadas se consolidem no mercado como uma inovação decorrente das necessidades de adaptação ao mundo do entretenimento, a Festa Ploc pretende dar continuidade também a este modelo de negócio. Nada substitui as apresentações presenciais, mas é uma ótima opção, oportuna, e que tem suas vantagens, por isso veio para ficar.”

De acordo com o portal americano Variety, a indústria do entretenimento foi a mais afetada pelo Coronavírus. E é pensando em alternativas para este mercado, que chega a movimentar quase R$ 25 bilhões no Brasil anualmente com eventos, festivais, festas, feiras e congressos, que a Festa Ploc quer também fazer a sua parte.

“No cenário atual nosso trabalho de shows e discotecagem, além de festas, não tem mais espaço para o presencial. Vivemos uma era de eventos online e quem enxergar isso, como a Ploc fez, será o grande ‘player’ deste mercado”, diz Luciano.

Pillar também ressalta: “É uma tendência apostar em lives. Um meio promissor, tanto para expandir ainda mais o mercado quanto para promoção e lançamento de artistas da música. Precisamos dessa nova opção. A princípio pode gerar estranhamento, requer adaptação, mas acredito que a adesão será de forma gradual e com muito sucesso.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here