O importante e ainda atual clássico de Charles Dickens, “Oliver Twist”, ganha uma nova versão lançada pela Editora do Brasil, com adaptação bilíngue por Telma Guimarães e ilustrações de Rodrigo Rosa.

O romance de Dickens foi primeiramente publicado em série, de 1837 a 1839, na revista literária Bentley’s Miscellany e, posteriormente, em um livro em três volumes. O romance foi o primeiro dos trabalhos do autor a descrever realisticamente o submundo empobrecido de Londres. Aliás, até hoje, “Oliver Twist” é apreciado por seus comentários sociais históricos e trama emocionante, com inúmeras adaptações para os palcos e para o cinema.

A vida do pequeno Oliver Twist sempre foi repleta de dificuldades. Órfão desde que nasceu, ele passa fome, é maltratado por quem deveria cuidar dele e, eventualmente, se vê forçado a enfrentar o mundo sozinho. Assim como o personagem principal, Charles Dickens era bem versado na pobreza londrina, pois ele próprio fora um trabalhador infantil, quando seu pai foi enviado para a prisão de devedores. Sua apreciação das dificuldades sofridas pelos cidadãos empobrecidos permaneceu com ele pelo resto da vida e ficou evidente em seus escritos e romances jornalísticos. Oliver Twist tornou-se imediatamente um grande veículo de crítica social, voltado diretamente para o problema da pobreza no século 19.

Ao ser publicada, a popularidade da obra foi imediata – apesar dos críticos condenarem a narrativa por ser violenta. Como o romance também foi publicado em série, a expectativa pela próxima edição, com seus muitos “ganchos” na trama, contribuiu para sua notoriedade.

 O lançamento da Editora do Brasil é bilíngue (inglês e português) e traz em seu apêndice um glossário, com substantivos, verbos, expressões e adjetivos usados nesta versão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here