Sensação em mais de quarenta países, “A caderneta de endereços vermelha” chega ao Brasil pela Globo Livros. Sofia Lundberg, a autora sueca, escreveu um romance poderoso e apaixonante que fala sobre o poder das histórias que carregamos e a importância de transmiti-las para as próximas gerações, e se consagra como uma das maiores – e mais cativantes – vozes da ficção contemporânea.

“A caderneta de endereços vermelha” conta a história de Doris, uma senhora de 96 anos, que vive sozinha em seu apartamento em Estocolmo e tem apenas a companhia de Jenny, sua sobrinha-neta que mora nos Estados Unidos, com quem faz chamadas de vídeo semanais que lhe dão muita alegria. Doris carrega uma caderneta de endereços que ganhou do pai ainda menina e guarda nela os dados de todas as pessoas que conheceu e amou ao longo da vida. Ali ela também registra diversas histórias de seu passado e passa a dividi-las com Jenny para, quem sabe, ajudá-la a superar uma infância difícil.

Ao passar as páginas, repletas de alguns nomes riscados daqueles que há muito se foram e de outras pessoas das quais há décadas não tem notícias, ela coloca no papel diversas histórias de seu passado – a época em que trabalhou como camareira para uma rica mulher sueca, sua carreira de modelo na Paris dos anos 1930 e a fuga para Manhattan no início da Segunda Guerra Mundial. Além de ajudar Jenny, Doris também carrega a esperança de, quem sabe, descobrir o paradeiro de Allan, o grande amor de sua vida, que parece ter ficado perdido para sempre no passado. O que Doris não espera, no entanto, é que o momento mais importante da sua vida ainda está por vir.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here