Steven Spielberg leva as telas Segunda Guerra Mundial.

Steven Spielberg é um dos diretores mais versáteis que existem, e ele é mesmo. Entre os muitos filmes dele, O Resgate do Soldado Ryan é um filme completo em termos de grandiosidade visual, em técnica, em profundidade de roteiro, e em ação.

O Resgate do Soldado Ryan se inicia com o gabinete administrativo de guerra, infelizmente, a Sra. Ryan, uma mãe de quatro filhos, perdeu três deles em combate. O último deles está em algum lugar além das linhas inimigas, sendo parte da infantaria paraquedista para a Operação Overlord. Também conhecido como Dia D, a invasão da Normandia pelas forças Aliadas foi o derradeiro ponto de virada da Segunda Guerra Mundial, e também foi a maior invasão militar da história.

Depois da retomada da Itália pelos Aliados, os nazistas começaram a recuar, e preparar uma defesa na França, a invasão pela Normandia era exatamente a martelada final para retormar a França e começar a marcha final em direção a Berlim. Já falamos de história, agora vamos partir pro cinema.

Uma das características de Spielberg,certamente, é criar um tom que defina o filme de imediato, como a primeira cena é a apresentação da história, a segunda então dá o tom. Começa com tiros, os soldados vomitando pelo ladrão nos botes de transporte, e as portas abrem. As metralhadoras gritam, pedaços de ossos, carne e órgãos voam pra todo lado, e a Ppaia de Omaha ganha um mar de sangue. São minutos de arrancar os cabelos de batalha sem fim, você fixa seu olhar no personagem de Tom Hanks, já que ele é o único que não leva um tiro até certo ponto. Assim, a câmera abre mostrando uma panorâmica da praia, essa é a maior invasão militar da história.

Invasão bem sucedida, as tropas avançam. A partir daí que os personagens começam a se desenvolver, além de Tom Hanks, o elenco conta com Matt Damon, Barry Pepper, Jeremy Davies, entre outros. Vale destacar uma cena espetacular de Vin Diesel, ainda mais pra quem acha que ele se resume a Velozes e Furiosos.

Aliás, não tem como resumir O Resgate do Soldado Ryan, em parte ele é um compilado de cenas de ação mesclados com conteúdo histórico muito denso, por outro lado tem o fator humano dos soldados que podem morrer a qualquer instante. Além disso,  tem o conflito da tropa de resgate com a missão de resgatar o soldado, isso se ele estiver vivo.

Por fim, em O Resgate do Soldado Ryan tudo é grandioso, as cenas, o evento histórico, e é claro, o diretor. Vale a pena conferir!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here