Foto: Ana Quintela.

Uma é maranhense, a outra carioca, a outra mezzo baiana, mezzo mineira. Juntas, Rita Benneditto, Teresa Cristina e Jussara Silveira formam as Três Meninas do Brasil, uma viagem pela diversidade da música feita nos quatro cantos do país, com direção musical de Jaime Alem.

O espetáculo, que foi registrado em agosto de 2008, no Teatro Municipal de Niterói, foi lançado em CD e DVD pela Quitanda, selo de Maria Bethânia: agora, ele chega às plataformas digitais. Já o show poderá ser visto na íntegra a partir de 10 de julho, no canal da Biscoito Fino no YouTube.

O repertório do show reflete a diversidade cultural do trabalho das três cantoras e faz um passeio pela riqueza da música brasileira, colocando lado a lado clássicos com canções pouco conhecidas. Convivem em harmonia Luiz Gonzaga, Dorival Caymmi, Antônio Vieira, Sérgio Sampaio, Carlinhos Brown, Zeca Baleiro, Chico Buarque, Caetano Veloso, Zé Ramalho e Tom Zé, entre outros. Há também composições próprias e um resgate de sucessos considerados mais populares, como “Pôxa”, de Gilson, e “Impossível Acreditar Que Perdi Você”, de Márcio Greyck.

O roteiro inclui ainda uma homenagem aos Tincoãs (grupo vocal composto pelos baianos Mateus, Dadinho e Heraldo que, nos anos 1970, fizeram relativo sucesso entoando músicas inspiradas nas religiões afro-brasileiras) e ao Trio Nordestino, também composto por três músicos baianos.

As três cantoras dispensam apresentações.  A semente de Três meninas do Brasil nasceu do interesse de Teresa Cristina e Rita Benneditto em compor algumas canções em parceria. Já nos primeiros encontros das duas, surgiu a ideia de um show em trio e a decisão de convidar Jussara Silveira para ser o terceiro vértice do triângulo musical. “Além de gostar do trabalho delas, de ser fã mesmo, de admirá-las e respeitá-las como artistas, eu sou amiga de ambas, tenho intimidade e, por isso, sempre quis fazer algo junto com elas”, explica Teresa Cristina. “Como Jussara e Teresa estavam ocupadas com outros compromissos, tomei a iniciativa de elaborar o projeto, marquei uma reunião com Teresa e convidei Jean Wyllys a formatar o projeto conosco”, continua Rita Benneditto.

“Jean acabou assumindo a direção artística do espetáculo que originou estes cd e dvd, mas precisávamos de um diretor musical que traduzisse nossas convergências e divergências musicais. Aí, a Rita sugeriu o nome do maestro Jaime Alem e nós aprovamos na hora. E tivemos a sorte de ele aceitar”, completa Jussara Silveira. “Aceitei o convite porque reconheço o talento e a seriedade das meninas. E porque achei que o encontro delas seria lindo e memorável”, acrescenta o maestro.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here