A 25º edição do Festival “É Tudo Verdade” será on-line no período de 24 de Setembro a 4 de novembro. Diante do devastador impacto da pandemia, o festival reestruturou sua programação visando apresentar o melhor festival virtual para todos, restringindo a um mínimo simbólico as atividades presenciais. Assim, as competições, mostras, debates e seminários serão desenvolvidos em plataformas virtuais.

A segunda etapa do “É Tudo Verdade 2020” exibirá mais de 60 títulos gratuitamente nas mostras competitivas, nas projeções especiais, no Foco Latino-Americano e no ciclo paralelo “O Estado das Coisas”, apresentando ainda a 17ª edição da Conferência Internacional do Documentário, em parceria com o Itaú Cultural. Aliás, a programação completa de todas as atividades será anunciada na primeira semana de Setembro, a partir da seleção já anunciada na entrevista coletiva de 10 de março passado.

“O Festival é, sobretudo, uma congregação de pessoas para conviverem assistindo e discutindo filmes de excelência e referência histórica. A essência da atividade presencial está hoje inviabilizada no Brasil, como em outras partes do mundo, ainda sofrendo os efeitos deletérios da pandemia”, afirma o diretor-fundador do É Tudo Verdade, Amir Labaki.

Ele continua “Preparamos com nossos parceiros um festival virtual com o padrão de qualidade de sempre, sempre gratuito, mas neste ano em circunstâncias excepcionais”, completa.

Aliás, a edição deste ano foi dividida em duas etapas: a primeira, não-competitiva, aconteceu entre 25 de março e 15 de abril passados, exibindo on-line mais de 60 horas de programação não-ficcional gratuita, entre ciclos especiais, retrospectivas e séries, como “Women Make Film”, de Mark Cousins.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here