“Uma mulher só” traz um tema pesado, mas o apresenta por meio da comédia.

Uma mulher só
Foto: Ronaldo Gutierrez

Trancada em sua casa pelo marido, uma mulher se alegra com a chegada de uma nova vizinha, de quem se torna amiga e confidente. É a partir desse mote que se desenvolve o monólogo “Uma mulher só”, que acontece no próximo dia 25 de setembro, com ingressos pelo Sympla.

“Uma mulher só” traz um tema pesado, mas o apresenta por meio da comédia. “Falamos sobre machismo, objetificação e violência contra a mulher, liberdade sexual, mas tudo por meio da comédia. O riso ainda é um dos melhores caminhos para se chegar à consciência”, comenta Martha. Em cena, sua personagem vê a possibilidade de experimentar um amor sem as amarras do machismo, com liberdade sexual, mas briga com preconceitos enraizados.

“Uma mulher só” já ganhou montagens com Denise Stoklos e Marília Pêra interpretando o papel desempenhado por Martha agora. Esse é o primeiro de uma coletânea de textos sobre a condição feminina, escritos e encenados em 1977 pelo casal Dario Fo e Franca Rame. Aliás, Marco Antônio Pâmio tem vontade de, assim que os teatros voltarem, produzir uma série com todos esses textos e incluir essa montagem que estreia agora também, só que numa versão para os palcos.

Martha diz que o intuito de estrear o espetáculo surgiu da necessidade de produzir durante a pandemia. “Quando a quarentena chegou, não queria ser engolida pela inércia. Conversei com o Pâmio e, depois de algumas ideias, chegamos a esse texto”.

 “Com todo o retrocesso que vivemos atualmente, vemos que o tema abordado ainda é, certamente, muito atual e extremamente urgente. Estamos na quarentena, em uma época de isolamento social e ficar em casa é, de certa forma, estar em um refúgio de segurança. Porém, para muitas mulheres, o que deveria ser um abrigo e um lugar de conforto, é exatamente o seu maior risco”, afirma Pâmio, Martha completa, “É função dos artistas jogar luz em cima desses temas e fazer as pessoas pensarem sobre eles”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here