Na próxima sexta-feira, dia 22, serão revelados os dois últimos singles do novo álbum de Gal Costa, que vem sendo lançado desde 13 de novembro de 2020. Com o título provisório de “Gal 75” e direção artística de Marcus Preto, o álbum traz novas leituras para canções que marcam a discografia de Gal Costa. Por terem sido produzidas no ano passado, certamente, em meio à pandemia, as faixas foram gravadas em seis cidades: Rio de Janeiro, São Paulo, Lisboa, Madri, Los Angeles e Vitória.

Todos os 10 singles serão lançados como álbum digital nos aplicativos de música em 12 de fevereiro, junto com o CD físico, pela Biscoito Fino. O projeto também será editado em vinil.

 Gal Costa admira há tempos a voz de António Zambujo, que além de apaixonado pela música brasileira, tem em comum com a cantora a adoração por João Gilberto. Seguindo a máxima do mestre da bossa nova de fazer da voz um instrumento, Zambujo já se apresentou diversas vezes no Brasil e dedicou o álbum “Até Pensei Que Fosse Minha” às canções de Chico Buarque, criando novos arranjos para clássicos do compositor.

Sobre o dueto com Gal Costa em “Pois é”, de Tom Jobim e Chico Buarque, gravada originalmente no álbum “Água viva” (1978), António Zambujo conta, “Cantar com a Gal é cantar com uma lenda! Um sonho tornado agora realidade, cantando uma música de Tom! Melhor impossível!”.

Com Silva, ela lança “Só louco” , aliás, Gal já havia dividido o palco, pouco antes do recesso imposto pela pandemia, na apresentação do show “A Pele do Futuro” na Concha Acústica de Salvador, em fevereiro de 2020. Além disso, Silva é reconhecido pela originalidade que imprime à música pop e à MPB, com quem tem parcerias com artistas como Marisa Monte, Anitta, Lulu Santos e Ivete Sangalo.

“Se alguém me dissesse que um dia eu cantaria Caymmi com Gal, eu provavelmente não acreditaria. Foi uma honra cantar “Só Louco”, uma das canções mais bonitas da música brasileira, com uma das minhas vozes prediletas no mundo”, comentou Silva sobre a nova versão da canção lançada no emblemático álbum “Gal canta Caymmi”, de 1976.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here