A favela da Rocinha vai ser palco de um evento que traduz sua potência criativa e diversa, o ‘Projeta Rocinha’. De 22 a 24 de janeiro, o Morro Dois Irmãos ganhará uma projeção com dimensões espetaculares – equivalente a meio quilômetro ou cinco edifícios de 18 andares lado a lado – e exibirá longas, curtas, clipes, mensagens e intervenções poéticas para um público que pode chegar a 100 mil pessoas, moradores ou não da favela. Sem aglomeração e sem sair de casa, toda a comunidade vai poder participar do evento. Os moradores poderão assistir às projeções de suas lajes e janelas e receberão o som de cada uma via streaming e com apoio da rádio comunitária local.

‘Projeta Rocinha’ foi desenvolvido com o reencontro de Mariana Marinho e Maurício Soca, com a intenção de mostrar a força e a potência da maior favela da América Latina. Assim, artistas e moradores da favela estão participando ativamente da curadoria do evento. Com a pandemia do Coronavírus em 2020 e a imposição do distanciamento prolongado, veio também a preocupação com a saúde – tanto física quanto emocional dos moradores – e a ideia de oferecer arte como respiro, abrindo o início do novo ano.

“Trazer a força e a grandeza do evento, transmitir o conceito de uma nova experiência nunca vivenciada antes. O evento tem o caráter divertido de um festival, mas ao mesmo tempo é empoderador, dando força à cultura, às minorias, à geografia do local, às ações e aos movimentos culturais já existentes na favela. Os 100 mil moradores da Rocinha viverão a experiência de presenciar a projeção na maior tela de cinema já realizada, assistindo a conteúdos afirmativos que surgiram do vulcão de criatividade e atitude da própria Favela, a vida que reluz na Rocinha”- diz Mariana Marinho, diretora e coordenadora-geral do evento.

Maurício Soca, correalizador do evento através da Casa de Cultura da Rocinha, relembra: a ideia surgiu há cerca de seis anos, mas estava adormecida pois precisava de parcerias que entendessem a grandiosidade do projeto. E nesse momento de reclusão, o Projeta Rocinha chegou na hora certa para levar ao morador cultura, arte, conhecimento, saúde, nostalgia e diversão para a nossa vida cotidiana. O Projeta Rocinha deixou de ser uma idealização minha, de Alexis, de Marianas ou de qualquer mortal… O Projeta transcende as barreiras que envolvem o planeta neste momento de transição e evolução. Afinal… o homem perece, mas a arte permanece e cura.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here