Em janeiro de 2021, o Rio de Janeiro volta a ser a capital mundial das harpas, com o XVI RioHarpFestival! Aliás, desta vez será uma versão latino-americana destacando harpistas latino-americanos.

Nem mesmo a pandemia do novo Coronavírus no mundo impediu que o XV RioHarpFestival fosse realizado em 2020. E o seu sucesso de crítica, mídia e público fez com que o festival tenha continuidade, em 2021. Graças à Lei Aldir Blanc, o XVI RioHarpFestival-versãolatino-americana-Virtual acontecerá entre os dias 15 de janeiro e 8 de fevereiro, mas tendo como foco os harpistas do nosso continente.

O evento anual tem acontecido, certamente, sem interrupção e sempre conta com recitais lotados tanto na versão presencial quanto virtual. Consolidado no roteiro internacional da harpa, o festival carioca traz apresentações com músicos vindos de vários países latino-americanos tocando do clássico ao rock, passando por étnico, jazz e também ritmos brasileiros tocados por dedos ágeis ao pinçar as cordas da harpa.

Esta versão virtual e compacta servirá de abertura e manutenção do evento, mas destacando os harpistas latino-americanos. Além do Brasil, Argentina, Chile, Paraguai, Colômbia, Venezuela, Peru, Equador e México estarão representados no festival.
Serão 15 músicos de 9 países, incluindo importantes artistas brasileiros e orquestras de projetos sociais. Apoiado pela Lei Aldyr Blanc da Secretaria Estadual de Cultura e Economia criativa, o evento está inserido no projeto “Música no Museu”, que em 24 anos de atividades ininterruptas de janeiro a dezembro cada ano atinge o Brasil de norte a sul, além de sua vertente internacional, e há 16 anos dedica um mês à harpa.

Além disso, o RioHarpFestival está inserido em “Música no Museu”, considerada a maior série de música clássica do Brasil, que nos seus 24 anos de atividades registra um público superior a 1 milhão de espectadores no Brasil e se expandiu para países de todos os continentes levando música e músicos brasileiros para o exterior.

Detentor de 30 prêmios nacionais e internacionais, o projeto foi tema de mestrado, na Universidade de Berlim, na Alemanha. Na sua programação anual, “Música no Museu” é dividido em concertos referentes às estações do ano (Concertos de Verão, Outono, Inverno e Primavera) e o de Natal. Em cada mês um tema ou um naipe é privilegiado. Maio é o mês das harpas.

Por onde os concertos serão transmitidos:

. Cedro Rosa Youtube
. Cedro Rosa Facebook 
. Cedro Rosa Twitter  e www.radiomusicanomuseu.com, www.musicanomuseu.com.br

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here