A segunda parte da quinta temporada de “Lúcifer” chegou à Netflix na sexta feira e já começou a quebrar os corações dos fãs! Depois de ter sido cancelada, recuperada pela Netflix, cancelada de novo e de voltarem atrás mais uma vez pelo barulho dos fãs, se tornou de conhecimento geral que o diabinho é um grande sucesso entre o público.

A Netflix anunciou no ano passado que a quinta temporada seria dividida em duas partes. A primeira, que lançada em agosto do ano passado, nos apresentava ao irmão gêmeo de Lúcifer, Miguel, e sua vontade de ocupar o lugar do irmão na Terra, depois desse ter voltado ao inferno. O fim da metade da temporada terminou entre uma briga entre os irmãos e seu pai, Deus, aparecendo repentinamente para tentar apartá-los.

Agora, na segunda parte, Lúcifer precisar lidar com todo o problema do abandono paterno e seus traumas internalizados, tendo que enfrentar seu pai, entender seus sentimentos por Chloe e ainda lidar com os problemas do universo e, é claro, um ou outro crime para desvendar.

Os episódios agora estão focados em resolver traumas e algumas perguntas deixadas no passado e também em conceder a cada um dos personagens um encaminhamento para o final que eles merecem, focando principalmente na complexidade de desenvolver figuras consideradas divinas ou demoníacas no âmbito humano, é lindo ver como Lúcifer sabe brincar com essas emoções e as destrinchar de forma orgânica e bem-humorada. Uma atenção especial para o episódio musical que eles conseguem introduzir participando ativamente da narrativa e dando sentido a cada uma das músicas que muitas pessoas já conhecem!

Aliás, essa segunda parte consegue trazer ainda mais humanidade a cada um dos personagens, tendo Lúcifer e Maze em uma busca incansável por amor e por uma alma, enquanto Amenadiel e Deus estão buscando uma forma melhor de serem pais. “Lúcifer” trata de questões humanas normais no âmbito celestial sempre fazendo com que nos desperte empatia e curiosidade pelas relações como elas são: simples na sua complexidade.

A série continua assim como começou: nos dando pequenas alegrias no meio de milhares de conflitos, mas nos fazendo suspirar, sofrer, torcer e chorar. A segunda parte da temporada tem romance, reconciliações, perdas, conflitos e é claro, muita terapia!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here