No ano das comemorações pelo centenário de nascimento da escritora e dramaturga Maria Clara Machado, o Teatro Tablado, fundado por ela, pode ser tornar Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado do Rio de Janeiro, segundo o projeto de lei 4.301/2021 do deputado Noel de Carvalho (PSDB) protocolado na Alerj e já publicado no Diário Oficial do Estado.

O que começou como um teatro amador, em uma sala cedida pelo Patronato Operário da Gávea, obra social em atividade até hoje, com um palco rudimentar e com número insuficiente de cadeiras, é hoje uma das maiores escolas de teatro do Brasil.

Em 70 anos de história grandes atores passaram por lá, como Malu Mader, Andréa Beltrão, Jacqueline Laurence, Miguel Falabella, Enrique Diaz, Marcelo Adnet e tantos outros.

“A importância do Teatro Tablado para a cultura do país é imensurável, e ainda temos a sorte de tê-lo em nosso estado. O Tablado é também um símbolo de resistência porque conseguiu consolidar-se como uma das marcas da nossa cultura cada vez mais relegada a segundo plano. A escola é ainda um exemplo de que não devemos desistir dos nossos sonhos mesmo diante das dificuldades. Mesmo em uma sala emprestada, com palco improvisado e poucas cadeiras, Maria Clara Machado acreditou em seu projeto e se tornou uma gigante da nossa arte. Infelizmente, ela já não está mais entre nós, mas seu legado é eterno”, disse o deputado Noel de Carvalho.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here