A música leva as pessoas para muitas paisagens e um mesmo tema pode suscitar diferentes emoções, lembranças e desejos. No mês de julho os encontros do Múltiplo Ancestral do CCBB Educativo – Arte e Educação são totalmente musicais.

no dia 24 de julho, às 10h, o tema será Baquaqua e Sankofa. Em uma conversa sonora, o pianista pernambucano Amaro Freitas, uma das principais revelações do jazz brasileiro contemporâneo, toca e fala sobre suas pesquisas, referências e músicas a partir de sua ancestralidade, da busca espiritual por histórias esquecidas, filosofias antigas e figuras inspiradoras do Brasil negro.

Já no dia 31, às 10h, o encontro será sobre Canto Para Tecer Memória . A artista marrona araucana Brisa Flow traz a música indígena contemporânea e apresenta as relações e narrativas antigas de pueblos indígenas de Abya Yala. Na performance, Brisa canta sobre o tempo circular, el bailar del Kultrun, instrumento ancestral mapuche que representa as estações e o tempo do dia atravessando a noite e da noite atravessando o dia.

“O ‘Múltiplo Ancestral’ alia a tradição oral, o afeto e olhares sobre o material e imaterial, fortalecendo a relação do sujeito com a diversidade. São trocas ligadas a diferentes saberes e práticas culturais, articulando a memória e o patrimônio. Os encontros deste mês estão imperdíveis, participem”, diz Mateus Mesquita, coordenador de programação do Programa CCBB Educativo.

Para mais informações e inscrições para as atividades, acesse o site do CCBB Educativo .

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here