A partir de 04 de julho, as linguagens de Dança e Teatro se intercalam nas apresentações de domingo da programação #EmCasaComSesc. Nesta quinta-feira (01/07), a Cia Fragmento de Dança sobe ao palco do Sesc Santana com “Amor Mundi” e no domingo, Neemias Santana apresenta “Movendo o Solo de Terrenos Submersos”, direto de Salvador.

As transmissões acontecem de terça a domingo, às 19h, no Instagram Sesc Ao Vivo e no YouTube Sesc São Paulo.

Confira a agenda de 01 a 04 de julho:

01 de julho, quinta-feira, 19h
Cia Fragmento de Dança em “Amor Mundi”
Coreografia e direção Vanessa Macedo
Com Cristiano Saraiva, Diego Harzan, Letícia Mantovani, Maitê Molnar, Thainá Souza, Vanessa Macedo e Vinicius Francês

A obra se inspira na nossa relação de cuidado e responsabilidade com o mundo. É sobre ação que se faz em grupo. Sobre risco, imprevisibilidade, codependência, eminência de colisão. Um desejo de insurgir, romper e deixar nascer o que não se sabe.

A Cia Fragmento de Dança é um núcleo artístico de pesquisa e produção em dança contemporânea sediado na cidade de São Paulo (SP), desde 2002, sob a direção de Vanessa Macedo. Atualmente, assuntos como dramaturgia na dança e o uso de material autobiográfico como linguagem cênica têm sido especialmente investigados pela companhia para pensar nas relações que as memórias e experiências pessoais criam com e no outro.

Transmissão do Sesc Santana
Classificação indicativa: 14 anos

04 de julho, domingo, 19h
Neemias Santana em “Movendo o Solo de Terrenos Submersos”

Entrar num mar do Atlântico, bater os pés no chão coberto d’água e revolver os sedimentos do tempo. Seguir as pistas da carne, o registro ósseo das histórias que constituem este corpo em diáspora. Cruzar o oceano num percurso inverso dos que vieram antes. Escavar o chão, cobrir-se de água salgada e ouvir. O trabalho do artista da dança Neemias Santana segue em torno de noções de consciência, memória, linguagem e banzo e se desenvolve a partir do cruzamento de danças afrodiaspóricas.

Neemias Santana atua como coreógrafo, dançarino, professor e livre pesquisador. É codiretor e membro fundador do Nii|Colaboratório, articulando projetos artísticos locais e internacionais. Concebeu, roteirizou e codirigiu o filme de dança “Estio_Rito em Lapso” (2021). Dirige projetos criativos com ênfase em fisicalidade, presença, visualidade e narrativas sci-fi. Desenvolve metodologias de treinamento e ensino da dança, e conduz processos investigativo-criativos baseados nas estéticas que constituem sua linguagem coreográfica. É licenciado e pós-graduando pela Escola de Dança da UFBA, e professor de dança no Centro de Formação em Artes da Fundação Cultural da Bahia (CFA/FUNCEB).

Transmissão de Salvador (BA)
Classificação indicativa: 14 anos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here