A Fundição Progresso está fechada, mas não está vazia. Sem eventos presenciais devido à pandemia do Covid-19, a Fundição realiza projetos digitais desde março de 2020, como lives, entrevistas e programas musicais, também investindo em sua vocação como escola de festa. E agora apresenta o Fundição Multicultural 2021, com o patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, e ICATU, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS.

O Centro Cultural Fundição Progresso forma uma rede produtiva de desenvolvimento artístico e profissional, com cursos e oficinas além de uma variada programação de espetáculos de circo, dança, teatro e outras manifestações. Com a pandemia, essa prática foi levada para o ambiente digital, em projetos como a Escola de Saberes, o Circuito de Produção Cultural e o Fundição Multicultural, que, agora, ganha sua segunda edição a partir de julho de 2021.

A programação reúne cursos, debates e palestras como Cinefesta, Resenha e Web Encontros, tudo on-line, além disso, oferece opções diversas para os interessados em adquirir novos conhecimentos e hobbies, trazendo atividades que alimentam a alma e proporcionam uma maior qualidade de vida.

O programa conta ainda com duas estreias, os vídeos com performances de dança dirigidos por Cris Nogueira e o Diálogo Afiado, em que o músico e filósofo Emerson Facão conversa com convidados sobre temas contemporâneos.

Entre os cursos, que estarão disponíveis no valor de R$ 50 no site, estão temas como Etnoculinária, Comicidade Preta, Ilustração, Comunicação, Batucada de Ritmos Brasileiros na Panela, Consciência Corporal, Direção Teatral, Atuação, Filosofia, Maquiagem, Cavaquinho, Canto, Dança Afro, Gestão e Políticas Culturais e Cosmética Natural. Na lista de professores, nomes como Rodrigo Maranhão, Aline Valentim, João Carlos Artigos, Julia Vargas, Paulo de Moraes, Jopa Moraes e Leila Leão, entre outros.

A abertura ficou por conta do Web Encontro “Água: da Cosmovisão Ancestral às Crises da Modernidade”, com mediação de Denise Amador e participação de Marcelo Motta, Cristine Takuá e Ernesto Neto, disponível no Youtube.

A ideia de uma nova edição do Fundição Multicultural veio do sucesso das programações anteriores, que aconteceram durante a Primavera de 2020 e Carnaval 2021, e reuniram mais de 100 profissionais de produção, criação e técnica na execução do projeto; alcance de público em 215 cidades de 23 estados brasileiros e 17 países; mais de 3000 inscritos nas oficinas; e cerca de 220 horas de aulas online.

A programação completa está disponível em no site da Fundição.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here