Lapa santa
Foto: Jorge Bispo

Maria Bethânia lança “Lapa Santa”, segundo single do álbum “Noturno”. A música, de Paulo Dafilin e Roque Ferreira, chega às plataformas digitais amanhã, dia 16 julho. Além disso, o novo disco sai em 30 de julho pela gravadora Biscoito Fino.

Texto de Eucanaã Ferraz

“Lapa santa” é uma canção de paisagens generosas, horizontes bem desenhados pela melodia, que se estende líquida e luminosa na noite. Bethânia move-se à vontade, mas com a solenidade necessária, entre rezas, devotos, procissões, oratórios. É, certamente, também uma tocante homenagem a Francisco Guarany (1884-1985), célebre artista baiano, considerado o mestre maior na arte de talhar carrancas para as proas das barcas, tradição fantástica das águas do São Francisco.

A canção é uma parceria de Paulo Dafilin – paulista, mas santo-amarense de coração e de vida, melodista brilhante, violeiro de primeira linha – com Roque Ferreira. Da mesma parceria, Bethânia já gravou a belíssima, puríssima, “Casa de caboclo” em “Meus Quintais” (2014). Falando em entrevista sobre “Pássaro proibido” (1977), Fauzi Arap afirmou que Bethânia “foi a primeira cantora a cantar – não por modismo; por fé – a música religiosa do povo brasileiro.” (O Globo, 13/01/1977). Bethânia seguiu assim, iluminando seu canto com sua fé, e fez desse casamento insolúvel um modo de representar um traço fundamental do Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here