A Pinacoteca de São Paulo transmite ao vivo, nesta terça-feira (6), a partir das 18h, a visita guiada pela exposição “José Damasceno: moto-contínuo” em cartaz na Pina Estação.

Com a presença do artista José Damasceno e do curador José Augusto Ribeiro, a visita on-line é uma oportunidade de visitar a mostra e conhecer as obras que contam a história deste importante artista brasileiro. A transmissão acontece pelo canal do YouTube da Pinacoteca.

Aliás, a mostra é a primeira a reunir um número representativo de obras da carreira do artista desde o início da carreira até aqui, com peças feitas entre 1989 e 2021.  Além disso, a exposição abrange cerca de 80 obras, cinco delas inéditas e 40 apresentadas pela primeira vez em São Paulo. Na seleção, estão esculturas, desenhos, instalações e fotografias, que se reportam ao cinema, à música, ao teatro, à arquitetura e ao próprio campo da arte. Grande parte desses trabalhos pertence hoje a coleções públicas e particulares do Brasil e do exterior.

O ineditismo fica por conta de 3 trabalhos com bordado de lã (Pontinho, de 2017); de uma escultura de pedra obsidiana, extremamente reflexiva, muito semelhante a um espelho negro (Sólido, de 2019); e de Monitor líquido, obra de 2021, realizada com derretimento de giz de cera.

Damasceno possui, certamente, em sua trajetória, obras memoráveis. Na exposição, o visitante pode ver trabalhos jamais vistos em São Paulo e outros que há anos não são apresentados na cidade. É o caso de Trilha sonora (2002), peça constituída de longas fileiras de martelo pregados na parede, formando o desenho de uma cordilheira. Essa obra foi montada na Bienal de São Paulo em 2002, e agora, 20 anos depois, o público pode apreciá-la novamente.

Damasceno é um dos artistas brasileiros com maior inserção no circuito internacional de arte contemporânea, reconhecido pelas múltiplas linguagens com que opera, pela escala agigantada das peças, além do caráter reflexivo de seus trabalhos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here