Pioneira na valorização da cultura afrourbana, a Trace Brasil celebra no dia 25 de Julho um ano do lançamento do canal à cabo Trace Brazuca, com uma programação especial de aniversário.

Foto: Chico Cerchiaro

Com início em 24 de julho, a grade especial se estende durante toda a semana com shows de Ludmilla, Elza Soares e Salgadinho, além dos documentários “Tecendo a Liberdade”, “Meninas Black Power” e “Afrobeat: Da Nigéria para o Mundo”.

Abrindo a programação de aniversário, no dia 24 de julho às 16h o Trace Brazuca exibe o álbum visual de pagode da cantora Ludmilla, “Numanice”, que conta com participações de Orochi, Bruno Cardoso, Di Propósito, Thiaguinho e Vou Pro Sereno. No dia 25, Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, quem dá continuidade ao especial é Elza Soares, com a transmissão da turnê “Deus é Mulher”. Também no dia 25, o canal exibe o show “Minha Verdade”, de Salgadinho, ex-vocalista do grupo Katinguelê.

O primeiro documentário a ser transmitido, ainda no dia 25, é Meninas Black Power, que destaca a subjetividade das mulheres pretas frente às problemáticas raciais e, consequentemente, a luta pela visibilização destas como uma ferramenta social e de resistência.

Na segunda-feira, 26 de julho às 16h será exibida a série documental da Trace “Afrobeat: da Nigéria para o mundo” que conta como o ritmo nigeriano ganhou o mundo. E no Cine Brasil às 19h30 e às 22h, será exibido o documentário “Tecendo a Liberdade”, produção da Humanitas360 que aborda as contradições do sistema prisional brasileiro sob a perspectiva feminina. O documentário destaca a dura realidade do cárcere sob a ótica de detentas e ex-detentas, de profissionais do sistema carcerário e do judiciário, apontando soluções alternativas, como experiências de cooperativismo e empreendedorismo atrás e além das grades.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here