- Publicidade -

‘Ensaios Perversos’ virtual traz conversa, performances e pista de dança

Publicado em:

Nesta sexta-feira, 13 de Agosto, das 20h às 23h30, a Cia Perversos Polimorfos realiza o primeiro “Ensaios Perversos” de modo virtual, ação cultural que propõe gerar ambientes férteis que semeiem estudos, discussões e partilha artística, em três momentos independentes.

“Conversas sem Fim”, com o psicanalista e escritor Christian Dunker, em entrevista gravada especialmente para abrir o evento, A entrevista com Christian Dunker será transmitida, das 20h às 21h, pelo Youtube da Cia.

 “Preliminares”, com a apresentação de duas vídeo-danças – “(r)e_c0L3t4: C40S P4R4D0X4L”, de Guma Joana, e “Casa”, de Augusto Follmann –, seguidas do “Dance Floor”, um espaço de acolhimento, afeto e dança no apê, comandado pelo DJ Rodrigo Bento, idealizador e residente do coletivo Pilantragi.

Mais do que urgente e oportuna, a ‘Conversa sem Fim’ com o psicanalista e professor da USP, Christian Dunker, neste momento de crise tão evidente que estamos vivendo, desde a questão pandêmica à ascensão de dinâmicas e pensamentos conservadores e repressores, torna-se um respiro e motor para pensarmos alternativas e saídas possíveis, especialmente no que se refere aos corpos, às subjetividades e às possibilidades do fazer artístico.

Dunker é autor de 14 livros, entre eles “Estrutura e Constituição da Clinica Psicanalítica”, que lhe rendeu o Prêmio Jabuti em 2012, e o mais recente, “A arte da quarentena para principiantes”, escrito durante a pandemia. Alias, ele também é conhecido do público não acadêmico por sua contribuição como articulista e colunista em diversas revistas, mantém o Blog do Dunker e um canal do Youtube, onde discute temas ligados à psicanálise e psicologia.

A partir das 21h, o evento migra para o Zoom, para as apresentações do momento ‘Preliminares’ e a festa do “Dance Floor”. Retire seu ingresso!

Começa com a performance “(r)e_c0L3t4: C40S P4R4D0x4L”, da artista travesti da cena contemporânea, Guma Joana. O trabalho foca na vulnerabilidade, tendo uma questão disparadora para compartilhamento: ‘¿3M QU3 M0M3NT0 M3 T0RN31 @ L1X@ D4 N4Ç40?’ Ao se valer de dados que denunciam o Brasil como líder do lamentável ranking de países que mais matam pessoas trans no mundo, o 4º maior produtor de lixo e um dos piores exemplos em descarte residual adequado, a performance cria uma tensão poética para construir uma analogia com o descarte de corpos como objetos rejeitados. Guma Joana já dançou no Cisne Negro, dirigido por Ulda Bittencourt, na Cia Carne Agonizante, de Sandro Borelli, e no Núcleo Entretanto, de Wellington Duarte.

Na segunda apresentação da noite, “Casa”, o bailarino e filmaker Augusto Follmann traz um viajante, Rômulo, que recebe, em carta, um convite especial para mergulhar na sua essência, encontra a Casa e é engolido por ela. Seus anfitriões apresentam cada cômodo e o levam ao caos. Augusto Follmann iniciou sua experiência artística vivenciando a cultura Ballroom (dança voguing), vertentes das danças de rua, contemporâneo, balé e jazz. O performer já trabalhou com artistas como BTS, Anitta, Iza, Gloria Groove, Lexa, Luisa Sonza, entre outros.

Das 22h às 23h30, Rodrigo Bento entra no ‘Dance Floor’, para comandar a festa on-line “Delírios Tropicais”. Sem roteiro pré-determinado, o DJ, que já produziu quase 800 festas e dividiu o palco com Daniela Mercury, Gilberto Gil, Gal Costa, Céu, Letrux, Anelis Assumpção, entre muitos outros artistas consagrados, aposta numa viagem espontânea por ondas sonoras que percorrem a história da MPB e suas conexões mundiais, do samba aos grooves, do regionalismo aos beats eletrônicos.

“Ensaios Perversos” integra projeto contemplado pelo programa de Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo, da Secretaria Municipal de Cultura.

Rota Cult
Rota Cult
Redação do site E-mail: contato@rotacult.com.br

Mais Notícias

Nossas Redes

2,459FansGostar
216SeguidoresSeguir
125InscritosInscrever
3.870 Seguidores
Seguir
- Publicidade -